Publicidade

01 de Maio de 2014 - 06:00

Presidente do Congresso admite CPI mista da Petrobras, mas avisa que decisão será do colégio de líderes

Por Tribuna

Compartilhar
 

O senador Renan Calheiros acendeu uma vela para o santo e outra para o diabo, numa tentativa de agradar a todos ao mesmo tempo e sem se comprometer. Em reunião ontem, ele comunicou a coleta de nomes para a composição de uma CPI exclusiva para a Petrobras - que em princípio seria somente no Senado -, envolvendo nomes de parlamentares das duas casas legislativas, dando a entender que ela poderá ser mista, algo que incomoda o Planalto, já que não teria total controle dos seus membros, bem diferente de uma comissão somente de senadores. Renan, no entanto, disse que isso não significa que o martelo está batido, pois pretende deixar por conta dos líderes a decisão de escolher qual das casas vai investigar a empresa ou se as duas vão trabalhar juntas.

CPIs mistas costumam produzir resultados somente no longo prazo, ainda mais num cenário em que a performance de seus membros valerá mais do que as próprias investigações. Com as eleições programadas para outubro, boa parte dos parlamentares vai aproveitar para ganhar visibilidade, pouco importando o conteúdo do que estará sendo discutido. Mesmo assim, como qualquer comissão de inquérito, o resultado é imprevisível, pois há sempre a possibilidade de pressão das ruas. As investigações irão dividir espaço com a Copa do Mundo, mas, se os trabalhos passarem de julho, certamente haverá repercussão na campanha, ampliando-se assim a área de risco.

Em função desses cenários, os estrategistas do Governo e da oposição terão papel importante, pois serão responsáveis pelo uso do material na própria campanha eleitoral. Com maioria, o Governo terá que sair da defensiva, como, aliás, recomendou o ex-presidente Lula, mas terá que convencer a sua própria base - sobretudo os partidos aliados - que não estaria disposta a se indispor com a opinião pública num tema, embora arenoso para as ruas, capaz de provocar barulho entre leigos e os que conhecem as suas implicações.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?