Publicidade

29 de Março de 2014 - 06:00

Reajuste das tarifas está dentro de princípios razoáveis; a qualidade do serviço deve ser a discussão

Por Tribuna

Compartilhar
 

A partir do dia 5 de abril, as tarifas de ônibus em Juiz de Fora passarão para R$ 2,25, tendo como base o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), da ordem de 9,7%. O aumento de R$ 0,20 foi justificado pelo secretário de Transportes, Rodrigo Tortoriello - em audiência na Câmara Municipal -, como necessário para "não sufocar" o sistema de transporte público urbano. "Corríamos o risco de as empresas ficarem impossibilitadas de operar corretamente, mantendo veículos e pagamentos de funcionários em dia", justificou.

O argumento do secretário faz sentido, uma vez que, em uma economia de mercado, é impossível estabelecer preços estáticos ante um cenário inflacionário. As empresas também têm o seu custo, e manter seus preços congelados além dos prazos é fazer demagogia num setor que não aceita esse tipo de postura. Jogar com tarifas é um risco. O Governo federal, no ano passado, anunciou politicamente a redução das contas de luz. Agora, ante o sucateamento do setor, vai cobrar do consumidor por outras vias.

As redes sociais, que já começam a fazer convocação para manifestações, deveriam mudar o foco e colocar em debate a qualidade do sistema, ora carecendo de reestruturação. O valor a ser cobrado está dentro de princípios razoáveis, sobretudo por ter sido anunciado após um congelamento de mais de um ano. O que se espera, agora, são horários regulares e linhas com um mínimo de conforto para os usuários e a prometida licitação.

A secretaria, na mesma audiência, anunciou a criação de um Centro de Controle Operacional para monitorar os ônibus em tempo real. Um avanço. Ao mesmo tempo, acentuou que nos principais pontos haverá a fixação de horários dos coletivos. Juiz de Fora, em comparação com centros de seu porte, tem um transporte coletivo de referência, que não pode ser sucateado por ações demagógicas e nem por omissão das próprias empresas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você escolhe seu candidato através de: