Publicidade

28 de Janeiro de 2014 - 07:00

Compartilhar
 

"O importante é termos representantes que trabalhem para o desenvolvimento da cidade"

Do presidente da Fiemg, Francisco Campolina, que apoia a campanha por votos em candidatos locais


"A iniciativa é válida desde que o discurso não seja vazio"

Do cientista político Marco Aurélio Zuchi, advertindo que a classe política vive uma crise de representatividade. Mais do que número, ele defende qualidade dos políticos eleitos

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?