Publicidade

04 de Dezembro de 2013 - 07:00

Compartilhar
 

CANDIDATURA PRÓPRIA

O prefeito Bruno Siqueira (PMDB) afirmou durante reunião do PMDB municipal, esta semana, que prefere que seu partido tenha candidato próprio ao Governo do estado. Ele disse que não apoia o PT e não o quer como aliado. Os petistas articulam apoio da legenda à eventual candidatura do ministro (do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) Fernando Pimentel ao Palácio Tiradentes. O PMDB teria direito, caso apoie Pimentel, à vaga de senador na chapa encabeçada pelo ministro, mas as lideranças locais do partido não se contentam. A preocupação é que haverá apenas uma cadeira para o Senado na disputa, e, caso o governador Antonio Anastasia (PSDB) decida concorrer, sua vitória é tida como certa. A posição adotada por Bruno é importante na disposição de forças para a articulação visando às eleições de 2014, uma vez que Juiz de Fora é hoje a maior cidade governada pelo PMDB em Minas.


Marcar posição

E não foi só Bruno Siqueira que marcou posição na reunião do PMDB. Os presidentes dos diretórios local e regional, Paulo Gutierrez e Orlandsmidt Riani, também defenderam candidatura própria ao Governo do estado. A posição das lideranças de Juiz de Fora será levada ao encontro estadual da legenda, em Belo Horizonte, no próximo dia 15. Um dos nomes peemedebistas mais cotados para a disputa, o senador Clésio Andrade, esteve na cidade há pouco mais de dois meses e recebeu, na ocasião, apoio do grupo juiz-forano.


Prioridade

Atento às disputas estaduais, o ex-presidente Lula, em reunião com os presidentes eleitos do PT, pediu cuidado nas negociações eleitorais para não prejudicar a prioridade da legenda: a reeleição de Dilma Rousseff. No encontro da cúpula petista com o PMDB, no último fim de semana, Minas foi apontado como um dos estados com pendências a serem resolvidas. Enquanto não se define, o PMDB estadual vê novos nomes surgirem para a disputa, como o empresário Josué Gomes, filho do ex-vice-presidente da República José Alencar.


Primeiro passo

Também de olho na disputa de 2014, o diretório estadual do PSB organizou encontro com várias lideranças da legenda em Belo Horizonte. Ficou definido que a composição da chapa que irá disputar cadeiras na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e no Congresso Nacional ficará a cargo das 14 corregedorias regionais criadas durante as conversas. Representada pelo vereador Jucelio Maria e pelo presidente do diretório municipal da legenda, o advogado Luiz Fernando Sirimarco Júnior, Juiz de Fora irá sediar uma das corregedorias. Jucelio, inclusive, é apontado como potencial candidato à ALMG.


Ficou para 2014

Presidente do PSB-MG, o deputado federal Júlio Delgado celebrou a presença de mais de 350 filiados, que representaram cerca de 80 cidades. Nomes para disputar o Palácio Tiradentes ou possíveis alianças com outras legendas não foram definidos. Caso os socialistas optem por empreitada própria, alguns quadros são sondados para encabeçar chapa. Entre eles, o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, e o próprio Júlio. O protagonismo na sucessão estadual é considerado fundamental para os anseios do governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência, Eduardo Campos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?