Publicidade

03 de Janeiro de 2014 - 07:00

Compartilhar
 

METAS DE 2014

No seu primeiro programa de rádio de 2014, o governador Antonio Anastasia deu ênfase aos investimentos na educação. Lembrando a sanção da lei aprovada na Assembleia que trata da política remuneratória e do reajuste para todos os servidores do setor, destacou: "Estamos honrando compromissos com os profissionais da educação em Minas Gerais, pagando o reajuste de 5%, antecipando uma parcela relativa à progressão horizontal prevista para 2016 e, ao mesmo tempo, fazendo o pagamento de mais uma parcela de posicionamento da nova estrutura remuneratória". O governador não disse, mas o grande passo deste início de ano é a segunda parte da reforma administrativa, cuja meta é economizar R$ 1 bilhão. O "Diário Oficial" do último dia do ano confirmou a extinção e fusões de secretarias e órgãos públicos. De 23, o estado tem, agora, 17 secretarias. Cerca de 2 mil cargos comissionados devem ser cortados.


Primeiro escalão

Ainda nos atos do dia 31, o governador Antonio Anastasia exonerou o secretário de Turismo, Agostinho Patrus, que volta para a Assembleia. Nomeou Tiago Lacerda - filho do prefeito de BH, Marcio Lacerda - titular da Secretaria de Turismo e Esporte. Exonerou o secretário de Regularização Fundiária, Wander Borges, que também retorna à Assembleia, e o secretário de Gestão Metropolitana, Alexandre Silveira, que reassume o mandato de deputado federal. O deputado Cássio Soares foi nomeado secretário do Trabalho, e José Silva, como secretário de Agricultura.


E as férias?

Um ano após tomarem posse, os secretários municipais ainda não definiram o seu período de férias na Prefeitura, uma vez que ainda há muitas demandas para serem resolvidas. O próprio prefeito Bruno Siqueira não sinalizou nesse sentido, devendo apenas manter uma agenda mais flexível nas sextas-feiras. Para as férias propriamente não há previsão, sobretudo pelo seu estilo. Além de cumprir uma longa agenda no gabinete, ele, como já antecipou à Tribuna, tem visitado mais os bairros, devendo intensificar essa atividade em 2014.


Antecipou

A Caixa Econômica Federal depositou ontem a primeira parcela, de um total de cerca de R$ 1,2 milhão, referente à compra da folha de pagamento da Câmara Municipal. Com esse recurso, já deve ser possível iniciar a construção da nova sede, uma vez que a ordem de serviço para a construtora Ribeiro Alvim - que venceu a licitação - já foi assinada. A CEF deve participar também do empreendimento com a instalação de uma de suas agências no primeiro andar do novo prédio. Para isso, pode até fazer uma antecipação de seu aluguel.


Faz consulta

Um dos participantes da comissão especial que tratou da reforma política, o deputado Júlio Delgado está utilizando as ferramentas da internet para apurar a opinião das ruas. Ontem, pelo Twitter, ele apresentou os trechos do projeto e pediu que os internautas destacassem os pontos mais importantes. Os primeiros comentários envolviam o voto facultativo e o financiamento de campanha, mas alguns eleitores defenderam que não deve haver nenhuma forma de repasse para a campanha dos candidatos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da adoção de medidas, como tarifas diferenciadas e descontos, para estimular a redução do consumo de água?