Publicidade

25 de Janeiro de 2014 - 07:00

Compartilhar
 

PODE, MAS NÃO DEFINIU

O ministro da Agricultura, Antônio Andrade, não falou objetivamente de sua possível candidatura a vice numa eventual chapa com o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, mas já age como candidato. Ontem, durante entrega de maquinário a prefeitos da região, em evento no Campus da UFJF, ele circulou entre prefeitos e deputados bem à vontade. No seu discurso, elogiou Pimentel e justificou sua ausência por estar acompanhando a presidente Dilma Rousseff no fórum de Davos e, posteriormente, na visita a Cuba. Oficialmente, Andrade continua no ministério até abril, quando deve se desincompatibilizar, a fim de tratar de seu projeto político, além de reassumir a presidência do diretório estadual do PMDB. Com o prefeito Bruno Siqueira, de quem foi fiador nas articulações municipais que o levaram a ser o candidato do PMDB de Juiz de Fora, deve conversar no mês que vem. Ficaram de se encontrar em Brasília. Ontem, apenas questões administrativas entraram na pauta.


Em campanha

O evento de ontem foi povoado, além de prefeitos, por deputados e candidatos a deputados, levando o cerimonial a realizar um evento recheado de discursos. Um dos oradores, o deputado Júlio Delgado (PSB) não se conteve e admitiu, no pronunciamento, que todos estavam em campanha. Como as articulações no estado não são, necessariamente, as mesmas de Brasília, muitos políticos terão que fazer malabarismos para ocupar dois palanques ao mesmo tempo.


Todas na mesa

A composição da mesa foi eclética com o ministro Antônio Andrade, o anfitrião Henrique Duque, reitor da UFJF; o prefeito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira; Fabíola Paulino da Silva, delegada substituta de Desenvolvimento Agrário de Minas, e os deputados federais Margarida Salomão (PT), Júlio Delgado (PSB), Padre João (PT), Odair Cunha (PT), Welinton Prado (PT), Reginaldo Lopes (PT), Geraldo Tadeu (PSD) e Diego Andrade (PSD). Os estaduais foram Rogério Correia (PT) e Ulisses Gomes (PT). Todos são da base aliada da presidente Dilma.


Só o começo

A participação de tantos deputados na solenidade presidida pelo ministro Antônio Andrade, ontem, na universidade, foi a primeira pista do que vai ocorrer no período eleitoral. Juiz de Fora, com um colégio eleitoral de quase 400 mil inscritos, é cobiçada por lideranças de várias legendas. Nunca tantos deputados do PT se apresentaram ao mesmo tempo na cidade, o que deve se repetir com a candidatura ao Governo do ministro Fernando Pimentel, pois ele fará da cidade uma de suas principais rotas de visita. Se a presidente Dilma vier, a lista dobra.


Mais recursos

A Prefeitura de Juiz de Fora não foi contemplada com os tratores distribuídos pelo Governo federal, via PAC, que ficaram expostos no campus da universidade, uma vez que eram destinados aos municípios com menos de 50 mil habitantes. No entanto, o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, que veio à cidade para o evento, comunicou ao prefeito Bruno Siqueira a liberação de R$ 1 milhão para a PJF, destinado à compra de equipamentos e também em ações de recuperação do Parque Halfeld.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?