Publicidade

07 de Fevereiro de 2014 - 07:00

Compartilhar
 

À MESMA MESA

Em almoço no restaurante "Le Jardin", no Golfe Clube de Brasília, longe dos olhares curiosos, o deputado Marcus Pestana e o ex-ministro Pimenta da Veiga afinaram a sintonia e decidiram, em entrevista coletiva na segunda-feira, apresentar um discurso pela unidade do PSDB. Ambos concluíram que, a essa altura do campeonato, sustentar uma disputa interna só prejudica o partido, pois divide a militância. O pronunciamento será às 14h, na sede do PSDB. Pestana chegou a convidar Pimenta para vir a Juiz de Fora amanhã, quando será inaugurado o novo sistema Samu e a Rede de Urgência e Emergência, com a presença do governador Antonio Anastasia. Não será, pois, surpresa se ele engrossar a comitiva. Antes do anúncio, que provavelmente apontará a candidatura do ex-ministro, Pestana irá se reunir amanhã com o seu grupo político de Juiz de Fora para elaborar seu pronunciamento. Não se sabe a linha adotada, mas, certamente, vai apontar sua ação dentro da legenda nos últimos anos, quando se tornou um dos principais interlocutores do senador Aécio Neves. O gesto de abrir mão da indicação não terá o tom de derrota, e sim de defesa da unidade, para fortalecer o candidato à presidência da República, especialmente em seu território.


Novo comando

Embora pudesse ficar no posto até o dia 26, o coronel Ronaldo Nazareth, comandante da 4ª Região de Polícia Militar, de apenas 47 anos, ingressou ontem nos quadros da reserva da PM. Com 30 anos na corporação, ele não poderia mais ficar na ativa, de acordo com o Regulamento Interno da corporação. Seu sucessor será o coronel José Geraldo de Lima, cuja nomeação para o comando regional foi publicada ontem no Diário Oficial. Oriundo de Belo Horizonte, ocupava, até então, posto de comando em Teófilo Otoni.


Também sai

Além de Ronaldo Nazareth, também vai para a reserva o coronel Gilmar Crovato, natural de Juiz de Fora, citado pelas lideranças políticas e empresariais como nome adequado para assumir a 4ª Região Militar. Atual comandante do Triângulo Mineiro, ele, no entanto, passa pela mesma situação. Companheiro de turma de Nazareth, só permaneceria na ativa se fosse nomeado para o comando-geral, estado-maior ou gabinete militar. Em Juiz de Fora, como não há vagas no quadro de coronéis, o comandante interino da Região, tenente-coronel Moisés Ricardo, volta para o comando do 27º BPM.


Articulação

O abaixo-assinado a ser entregue ao governador Antonio Anastasia, amanhã, pelo prefeito Bruno Siqueira, está sendo articulado há algum tempo, em face do aumento da violência na cidade. Na última terça-feira, durante almoço empresarial organizado pela Associação Comercial, ele conclamou o presidente da entidade, Aloísio Vasconcelos, a colocar o movimento em curso, com a coleta de assinaturas. Em menos de 48 horas o texto estava concluído. O documento cobra aumento do efetivo das polícias, câmeras de vigilância e outros programas de segurança.


No Museu

O prefeito Bruno Siqueira deve assinar na próxima terça-feira contrato para obras na vila do Museu Mariano Procópio. A Comissão de Licitação Municipal concluiu ontem o processo de concorrência, vencido pela empresa Concrejato, a quem caberá a responsabilidade de execução do serviço, que terá recursos da ordem de R$ 4,7 milhões. Bruno considera que, a partir de determinada etapa dos trabalhos, será possível liberar as primeiras visitas. Trata-se de uma ação que gera expectativas, pois o Museu está fechado há cerca de seis anos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?