Publicidade

11 de Fevereiro de 2014 - 07:00

Compartilhar
 

AGORA UNIDOS

O PSDB adiou para o dia 20 o lançamento oficial da candidatura do ex-ministro Pimenta da Veiga ao Governo. Em princípio, o evento estava previsto para o dia 14, mas o desencontro de agenda levou a uma nova data. Ontem, em Belo Horizonte, o deputado Marcus Pestana formalizou sua saída do páreo, em discurso no qual defendeu a unidade do partido, se colocando como um dos soldados da candidatura do companheiro. Eles já haviam se acertado na semana passada, em almoço em Brasília, e consolidaram no sábado, quando Pestana convidou Pimenta para o lançamento da Rede de Urgência e Emergência, com a presença do governador Antonio Anastasia em Juiz de Fora. O próprio Pimenta, pelo Twitter, registrou a visita, afirmando estar na terra de seu colega e parceiro de partido. O mote foi o mesmo ontem e, tão logo terminou o evento, os dois já se reuniram com lideranças para traçar os próximos passos. Pestana visitou, inclusive, o possível vice, o presidente da Assembleia, Diniz Pinheiro (PP).


Momentos

No seu discurso e também pelo Twitter, o deputado Marcus Pestana agradeceu àqueles que apostaram em sua candidatura. No discurso, cujas partes foram antecipadas domingo pelo Painel, ele enfatiza que "há momentos de avançar, e há momentos em que é preciso saber recuar. Política não é uma travessia solitária, é esforço de time, é obra de muitos. Retiro meu nome do processo como pré-candidato a governador para apoiar, com todas as minhas energias e ferramentas políticas, o nome do ex-ministro e ex-prefeito de Belo Horizonte, Pimenta da Veiga".


Pelo PAC

O prefeito Bruno Siqueira viaja amanhã a Brasília, para encontrar-se com o ministro dos Transportes, César Borges. Vai reafirmar a necessidade de investimentos em obras de mobilidade em Juiz de Fora. Para tanto, quer que o sistema seja incluído no PAC III, lançado pela presidente Dilma Rousseff. O prefeito diz que já tem recursos para parte das ações no trânsito, mas a inserção das obras no Programa de Aceleração do Crescimento seria fundamental para concluir todo o complexo e ainda fazer outras intervenções que já se fazem necessárias.


Doação

A mensagem do Executivo encaminhada à Câmara, tratando da doação de terreno para o Tribunal de Justiça construir a nova sede do Foro, é a última etapa de um processo que vem se desdobrando desde o ano passado. O terreno, numa das pontas do Terreirão do Samba, era da universidade federal. Para a consolidação do processo, houve uma permuta. A UFJF recebe um terreno no Alto Eldorado, onde pretende construir um teleférico ligado ao Jardim Botânico, enquanto a Municipalidade repassa o terreno da troca para o Tribunal.


Projeto

A consolidação da doação já permite o início das obras de fundação. De acordo com o diretor do Foro, juiz Edir Guerson, tanto o projeto quanto os recursos já estão disponíveis. No seu entendimento, a obra deve ter começo e fim sem interrupção, daí os cuidados que estão sendo tomados. No Triângulo, a sede da Justiça passou por um período de paralisação. E o projeto é semelhante. Aliás, para efeito de economia, o Tribunal elaborou projetos idênticos para as diversas comarcas que estão recebendo novas sedes.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?