Publicidade

28 de Fevereiro de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

DE OLHO NAS URNAS

A Câmara deve chegar às eleições com pelo menos cinco vereadores disputando mandato para a Assembleia Legislativa. Pelas contas de hoje, são candidatos Isauro Calais (PMN), Wagner de Oliveira (PR), Vanderson Castelar (PT), Roberto Cupolillo (PT) e Noraldino Júnior (PSC). Os dois petistas entram na lista por conta de eventos recentes. Castelar teria batido o martelo após avaliações com o seu grupo político, enquanto Betão entra na luta por iniciativa de seu grupo (Trabalho), que o tem como uma das lideranças mais expressivas. Aliás, segundo especula-se, a sua tendência estaria avaliando até mesmo a possibilidade de lançamento de seu assessor Oleg Abramov para disputar uma cadeira na Câmara Federal, mas há controvérsias. Em Belo Horizonte, uma fonte disse que o ex-deputado Paulo Delgado pediu informação à direção estadual sobre como está a chapa de deputado federal. Ele, no entanto, foi recentemente nomeado assessor especial da reitoria da UFJF, o que pode deixá-lo fora da lista. Além disso, o espaço político federal pelo PT está praticamente ocupado pela deputada Margarida Salomão.


De volta

Os peemedebistas que defendem a aliança com o PT, ainda no primeiro turno, querem que o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, deixe o cargo logo depois do carnaval - de preferência já na Quarta-feira de Cinzas -, a fim de voltar ao estado e pacificar as discussões internas, reassumindo o comando da legenda. O presidente em exercício, Saraiva Felipe, é defensor da candidatura própria e do diálogo com os tucanos, causando um impasse dentro do grupo. Toninho - como o ministro é conhecido - seria o nome do PMDB para vice na chapa do petista Fernando Pimentel.


Carnaval

A Funalfa programou uma série de reuniões com parceiros, blocos, escolas de samba, secretarias e instituições envolvidas na realização do evento para avaliar a antecipação do carnaval, cujos desfiles ocorreram no último fim de semana. Por meio de assessoria, o superintendente Toninho Dutra enfatizou que será um debate plural, a fim de ouvir opiniões "dissonantes e consoantes". A manutenção ou não da medida será definida, segundo ele, de forma democrática. As reuniões vão ocorrer entre os dias 11 e 18 de março.


Associação

Quase um ano depois da sua impugnação - o que ocorreu em maio de 2013 -, a Associação Municipal de Assistência Comunitária (Amac) faz hoje nova eleição para escolha de seu presidente. Estão na disputa o atual presidente, João Batista da Silva, e o funcionário de carreira João de Mello, lançado por um grupo de funcionários que discordam da atual gestão. Estão habilitados a votar 203 eleitores - são os sócios com direito a voto - num universo de cerca de 1.400 funcionários.


Associação II

Criada em março do ano passado, a Associação Mineira de Câmaras Municipais tem nova diretoria. Desde a última terça-feira, seu presidente é o vereador Sinval Cordeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Campos Altos. A proposta da entidade é fortalecer o Legislativo municipal mineiro. Cordeiro, no discurso de posse, fez questão de dizer que os vereadores são as maiores forças do país. As câmaras, porém, ainda têm muito a conquistar, mas tudo só será possível com a união de todos os legislativos, a começar pelos do estado.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está evitando contrair dívidas maiores em função da situação econômica do país?