Publicidade

04 de Março de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

ESQUENTANDO OS TAMBORINS

Enquanto a presidente Dilma Rousseff aproveitou o carnaval para descansar na Base Naval de Aratu, em Salvador, os pré-candidatos à Presidência Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) entraram no ritmo da folia para manter o clima de campanha. Na primeira noite de desfiles no sambódromo do Rio, Aécio até falou que não ia misturar carnaval com política, mas aproveitou a primeira oportunidade para criticar o Governo federal e o PT. O tucano, que foi convidado pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB) para assistir aos desfiles no camarote da Prefeitura, criticou os atrasos em obras de infraestrutura para a Copa do Mundo. Já Campos, que realiza um roteiro carnavalesco pelo interior de Pernambuco para apresentar os candidatos da chapa governista no Estado, também não perdeu tempo. Segundo ele, o povo quer "aposentar um bocado de raposas que está assaltando o sonho dos brasileiros".


Conservador

Pesquisa realizada pela Fundação João Pinheiro, divulgada ontem pelo "Estado de Minas", apontou a predominância de um eleitor conservador, que prefere votar em candidatos de alta escolaridade com experiência política. O levantamento, que abrange o período de 1998 a 2010, analisou o perfil dos parlamentares estaduais e distritais nesse período. Um dado relevante é o percentual de crescimento de sucesso eleitoral entre os políticos de carreira, passando de 17,1% para 47,6%. Como consequência dessa preferência, houve aumento dessa tendência, com predominância de idade entre 50 e 59 anos entre os deputados eleitos em 2010.


Mais velho

A pesquisa também revela uma tendência ainda maior de "envelhecimento" dos eleitos em Minas Gerais. Entre 1998 e 2010, os deputados com carreira política saltaram de 21,92% para 63,8%. A idade média no estado também é maior do que a média geral da dos deputados estaduais e distritais das assembleias do país: passou de 47,59 anos, em 1998, para 48,28 anos, em 2010. Esse mesmo eleitor também revela a opção, cada vez maior, pelos candidatos homens. Entre 1998 e 2002, as eleitas passaram de 10,11% para 13,35%. Mas esse percentual caiu para 11,66% em 2006 e, depois, voltou ao patamar de 13,02% em 2010.


Cidadania

Atual secretário de Governo de Estado de Minas Gerais, Danilo de Castro pode receber título de cidadão benemérito de Juiz de Fora. Natural de Viçosa, seu reconhecimento viria por meio de um projeto de lei assinado pelo vereador Noraldino Júnior (PSC). A proposta tramita desde o último dia 20 e está sendo analisada pelas comissões da Câmara, antes de ser apreciada em plenário. Danilo assumiu a Secretaria de Governo em 2003. Desde então, tem sido um dos principais articuladores políticos das gestões tucanas de Aécio Neves e Antonio Anastasia à frente do Executivo estadual.


Animais

O vereador Isauro Calais (PMN) apresentou três projetos de lei voltados para a proteção de animais. O primeiro cria uma central de informação sobre animais domésticos, para funcionar como ferramenta de apoio à comunidade. Além de orientar sobre a doação, o sistema pretende ajudar a encontrar os bichos perdidos. Outra proposta cria uma campanha de conscientização para a importância de vacinação. A última matéria aumenta de R$ 300 para R$ 600 a multa nos casos de infração ao Estatuto de Defesa, Controle e Proteção dos Animais de Juiz de Fora.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?