Publicidade

22 de Março de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

ESQUENTA A CHAPA

A Comissão Executiva do PMDB estadual - agora sob a presidência do ex-ministro Antônio Andrade - faz reunião nesta segunda-feira para tratar de temas indigestos, a começar pela campanha da candidatura própria. Na sua volta ao posto, Andrade disse que vai respeitar democraticamente a decisão da maioria, mas em entrevista coletiva disse que o projeto com o PT está consolidado, sobretudo por entender que seu partido não preparou um candidato para disputar o Governo. Com dois discursos, desagradou ao senador Clésio Andrade, que reafirmou o interesse da disputa e garantiu que desde o ano passado vem percorrendo o estado para conhecer as preocupações dos municípios. A queda de braço está sendo avaliada, pois um grupo entende que o partido será o principal perdedor se as duas lideranças não chegarem a um acordo.


Pela cultura

Em audiência pública na Assembleia, agentes culturais de todo o estado avaliaram a necessidade de aumento dos recursos do Fundo Estadual de Cultura e a capacitação dos gestores públicos municipais. No entendimento destes, a verba do fundo, destinada diretamente aos projetos culturais, não chegaria hoje nem aos 10% do que é destinado à renúncia fiscal, a partir de leis de incentivo. Uma das constatações é que as leis que ligam os projetos às marcas das empresas têm causado muitas distorções, dificultando a descentralização das ações.


Entendimentos

Na mesma semana em que o presidente do diretório estadual do PSB, Júlio Delgado, confirma o apoio de seu partido à eleição do candidato tucano Pimenta da Veiga a governador, começou o ciclo de entendimentos em outras instâncias sob o mesmo viés. No meio da semana, o prefeito de Matias Barbosa, Joaquim Nascimento, visitou o gabinete do deputado tucano Lafayette Andrada e bateu o martelo em torno de sua reeleição. Vai apoiá-lo para deputado estadual. Para federal, no entanto, vai manter-se fiel à sua legenda, investindo na reeleição de Delgado.


Café da manhã

O vereador Cido Reis (PPS) realiza hoje, a partir das 9h, na sede social do Tupynambás, um café da manhã, no qual pretende fazer a prestação de contas de seu primeiro ano de mandato. Ele deve receber convidados como o prefeito Bruno Siqueira, o deputado Marcus Pestana e o ex-secretário de Saúde Antônio Jorge Marques. O vereador foi alertado para evitar conotação eleitoral fora de hora, mas ressaltou que já fez reunião semelhante em outros bairros, mesmo em períodos fora das eleições.


Deficientes

Médico por profissão, o vereador Antônio Aguiar (PMDB) defendeu na Câmara a criação da Secretaria da Pessoa com Deficiência em Juiz de Fora. Seu pronunciamento ocorreu no Dia Mundial da Síndrome de Down. Segundo o vereador, os portadores da síndrome foram os primeiros a conseguir conquistas junto ao SUS. "Todas as decisões em relação a esse público são tomadas pelas secretarias de Saúde, Educação, entre outras, e não pelos próprios deficientes." Em Juiz de Fora, cerca de 4% da população (20 mil pessoas) têm algum tipo de deficiência.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?