Publicidade

03 de Maio de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

PRIMEIRO PASSO

O prefeito Bruno Siqueira (PMDB) esteve em Brasília na última quarta-feira. Na agenda, um encontro com o titular do Ministério das Cidades, Gilberto Occhi. Acompanhado pelo reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Henrique Duque, e do deputado federal Luiz Fernando Faria (PP), o chefe do Executivo juiz-forano conversou sobre a possibilidade de liberação de recursos federais para viabilizar um trajeto alternativo na Cidade Alta, com o objetivo de desafogar o grande fluxo de veículos dentro do Campus da UFJF. As conversas foram consideradas positivas. Entretanto, Bruno faz questão de frisar que o encontro marca o início de uma caminhada para tirar do papel a empreitada.


Mobilidade

Por outro lado, o prefeito retornou a Juiz de Fora com sinalização de novos recursos para projetos de mobilidade urbana na região central da cidade. A liberação de aproximadamente R$ 30 milhões em recursos federais dependeria apenas dos trâmites burocráticos. O montante deverá ser investido na revitalização das avenidas Getúlio Vargas, Francisco Bernardino e Andradas, além da implementação de calçadões nas ruas Batista de Oliveira - entre Marechal Deodoro e Barão de São João Nepomuceno - e Marechal Deodoro - entre a Avenida Rio Branco e a Rua Batista de Oliveira. A previsão é de que as intervenções tenham início em 2015.


'Olho vivo'

O governador Alberto Pinto Coelho (PP) determinou ontem o início do funcionamento das 35 câmeras que integram o programa "Olho vivo" na cidade de Uberaba. Ao todo, o Governo de Minas investiu R$ 3,7 milhões no projeto, que prevê ainda mais 18 equipamentos de vigilância operando na cidade do Triângulo Mineiro até o final do mês. A consolidação do sistema de monitoramento em Juiz de Fora, que também deve receber 54 câmeras, ainda é aguardada. A última previsão da Secretaria de Defesa Social é de que os primeiros aparelhos sejam instalados na primeira quinzena do mês que vem.


Contrários

Ao contrário do que foi publicado pela Tribuna na edição da última quinta-feira, o vereador Wanderson Castelar (PT) não manifestou voto contrário à mensagem do Executivo que prevê a doação de dois terrenos no Distrito Industrial para a instalação da empresa AG CRP - Companhia de Revalorização Plástica. Na verdade, quem apresentou posicionamento contrário foi seu companheiro de bancada, Roberto Cupolillo (Betão, PT). Jucelio Maria (PSB) foi a outra voz discordante. Apesar disso, o projeto de lei acabou aprovado pela maioria. A previsão é de que os investimentos da companhia na cidade cheguem a quase R$ 17 milhões, além da criação de 180 empregos.


Plantão

A quatro dias do final do prazo para os eleitores regularizarem suas situações com a Justiça Eleitoral, os cartórios eleitorais de Juiz de Fora trabalham em esquema de plantão hoje e amanhã. O atendimento funciona entre 12h e 18h. A data-limite para tirar o título de eleitor, transferir o domicílio eleitoral ou solicitar mudança de seção expira nesta quarta-feira. Quem perder o prazo e permanecer em situação irregular pode ser impedido de se inscrever em concurso público, obter passaporte, CPF ou renovar matrícula em instituição de ensino oficial ou fiscalizada pelo Governo.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?