Publicidade

06 de Maio de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

VAI ESPERAR

O prefeito Bruno Siqueira reafirmou, numa reunião na sexta-feira à noite, no diretório municipal do PMDB, a sua dificuldade em se posicionar nas eleições estaduais deste ano por conta dos problemas atuais e anteriores com a bancada do PT na Câmara Municipal. Relatou o que já tinha dito à Tribuna sobre o papel desempenhado especialmente pelos vereadores Wanderson Castelar e Roberto Cupolillo, que desde o primeiro dia se colocaram na oposição ao seu governo. Amigo do presidente do diretório estadual, Antônio Andrade, Bruno já teria feito chegar até ele a mesma posição, enfatizando que vai esperar os desdobramentos para bater o martelo. A despeito disso, uma destacada liderança do PT o teria visitado recentemente para falar sobre o assunto, lembrando que a postura dos vereadores era apenas ideológica, sem qualquer viés pessoal. Ademais, lembrou que oposição é sempre sadia no processo democrático e que essa postura dos vereadores não deveria ser empecilho para ele subir no palanque de Fernando Pimentel, como já recomendou o comando estadual.


Demorou

O PMDB tinha reunião mensal programada para ontem, quando a discussão deveria passar pela mesma temática, mas ganhando um novo componente: a possível candidatura do ex-vice-prefeito João César Novais a deputado estadual. Um dirigente foi claro ao apontar que ele tem todas as prerrogativas de ser candidato, não só pelo seu envolvimento com o partido mas pelo seu próprio histórico de militância e atividades, inclusive como coordenador regional da legenda. A dúvida, porém, foi o prazo. Ele considera que Novais demorou um pouco para entrar na disputa, quando quase todos os acordos de apoio já estão fechados.


Pela maioria

Em visita a Belo Horizonte, pois à noite receberia o título de cidadão honorário de Contagem, o candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, deu força ao deputado Júlio Delgado, presidente do diretório regional. Ao ser perguntado sobre a sucessão no estado e a insistência dos ambientalistas em defender a candidatura própria com Apollo Heringer, ele disse que tem recebido informações frequentes de Júlio, que tem relatado a opção da maioria dos socialistas em reforçar a aliança com o PSDB de Pimenta da Veiga. O candidato disse que questões regionais devem ser resolvidas pelas instâncias de cada estado.


Tráfico humano

Já pensando na Copa do Mundo, que começa dentro de 40 dias, a Assembleia Legislativa promove, nesta quinta-feira, o ciclo de debates "Enfrentamento do tráfico de pessoas", em parceria com 23 entidades do Poder Público e da sociedade civil. A realização da competição no Brasil, ao mesmo tempo em que traz grandes oportunidades para o país, a começar pelo incremento do turismo, também oferece riscos, como a ação de criminosos que buscam obter lucro com exploração sexual, trabalho escravo e facilitação de adoções ilegais. Por isso, os deputados querem discutir o assunto.


Homenagens

Policiais da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Juiz de Fora serão homenageados hoje na Comissão de Segurança Pública da Assembleia, quando receberão votos de congratulações pela participação em operações que culminaram na maior apreensão de drogas na cidade, desde 2008, e na prisão do traficante. O autor da proposta, deputado Sargento Rodrigues (PDT), revelou tratar-se da operação realizada no dia 6 de janeiro deste ano, na qual foram apreendidos 430 quilos de maconha em tabletes, além de cocaína e pasta base, estimados entre R$ 700 mil e R$ 1 milhão.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?