Publicidade

15 de Maio de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

FORÇA-TAREFA

Um encontro em um restaurante em Brasília na noite da última terça-feira reuniu lideranças estaduais de PT, PMDB, PCdoB, PRP e PROS para definir os nortes da coligação que fará sustentação à pré-candidatura do ex-ministro Fernando Pimentel (PT) ao Governo de Minas. O grupo afinou o discurso de que, a partir de agora, se faz necessário intensificar a consolidação de uma agenda em todas as regiões do estado. Para isso, as legendas que formam a aliança pretendem usar o prestígio de alguns prefeitos eleitos pelos partidos em 2012. Das dez maiores cidades mineiras, as cinco legendas somam juntas seis chefes de Executivo: Gilmar Machado (PT), em Uberlândia; Carlin Moura (PCdoB), em Contagem; Bruno Siqueira (PMDB), em Juiz de Fora; Daniela Corrêa (PT), em Ribeirão das Neves; Paulo Piau (PMDB), em Uberaba; e Cecília Ferramenta (PT), em Ipatinga.


Proporcionais

Presente ao encontro, o presidente do diretório estadual do PCdoB, Wadson Ribeiro, afirmou que o grupo já delibera sobre a possibilidade de caminhar juntos também nas eleições proporcionais, que irá escolher novos parlamentares estaduais e federais. "Não está batido o martelo, mas esta é uma tendência", resumiu o pré-candidato à Câmara dos Deputados. Hoje, Wadson participa de solenidade em que seu partido irá oficializar o apoio à empreitada petista encabeçada por Pimentel. A solenidade acontece à tarde, na sede da legenda em Belo Horizonte, e, além do pré-candidato petista, também deve estar presente o presidente do PMDB mineiro e provável candidato a vice-governador, Antônio Andrade.


Liminar

Uma liminar assinada pela juíza do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), Lílian Maciel, determinou que o pré-candidato do PSDB ao Governo do estado, Pimenta da Veiga, retire de sua página do Facebook uma publicação considerada propaganda eleitoral antecipada. A decisão atende a uma solicitação do PT, que entrou com representação contra um post da imagem de Pimenta com a frase "Movimento todos por Minas - continuar crescendo só depende da gente". No entendimento da juíza, a publicação configura "verdadeira propaganda extemporânea em favor do representado". A legislação prevê que as propagandas eleitorais tenham início a partir do dia 6 de julho.


Delegados

Após a realização de três paralisações entre abril e maio, os delegados da Polícia Civil de Minas têm agenda hoje com a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena. Os servidores pleiteiam a implementação de uma nova política salarial para a categoria, com patamares semelhantes aos dos defensores públicos. O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil (Sindepominas) considera o encontro de logo mais importante para a deliberação dos rumos do movimento. Na última terça-feira, os delegados definiram um "pacote de maldades" com 21 ações que podem ser deflagradas caso não haja avanço nas negociações com o Governo.


Saúde

A Comissão da Saúde da Câmara visitou ontem a estrutura física e os equipamentos móveis que integram o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Sudeste (Cisdeste), o Samu Regional. Os vereadores Wanderson Castelar (PT) e José Mansueto Fiorilo (PDT) estiveram no local a pedido do presidente do Legislativo, Julio Gasparette (PMDB), e realizaram levantamentos sobre a situação da urgência e emergência na cidade, após denúncias de irregularidade feitas pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinserpu), Amarildo Romanazzi. O grupo tem até o dia 15 para apresentar o resultado das apurações.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?