Publicidade

27 de Maio de 2014 - 13:40

Compartilhar
 

POSSIBILIDADE REAL

O deputado federal Júlio Delgado (PSB) voltou a admitir a possibilidade de sair candidato ao Governo de Minas Gerais nas eleições de outubro. Ontem, o parlamentar juiz-forano utilizou sua conta no Facebook para reafirmar a disposição em encarar o desafio. Segundo ele, a empreitada depende dos anseios do partido, que serão tirados em convenção estadual agendada para o dia 21 de junho. "As pesquisas vão indicar o que poderá ser feito, mas percebo que a chance de uma candidatura aumentou. Na avaliação que está sendo feita, nosso projeto tem atraído adesões", afirmou. Garantiu ainda estar disposto a "sair da zona de conforto" e abdicar das chances de ser reeleito para a Câmara dos Deputados. "Não houve ainda deliberação formal, mas existe um sentimento maior pela candidatura própria dentro do partido. O PSB precisa dessa força, precisa crescer. É uma via que vai manter a expectativa de mudança neste ano eleitoral", avaliou Júlio.


Encontro

Com a possibilidade de ter uma candidatura própria ao Governo do estado cada vez mais evidente, o diretório municipal do PSB se reúne hoje para definir os últimos detalhes para o encontro preparatório que a legenda realizará na cidade, na semana que vem, para tirar os delegados municipais que irão representar a cidade na convenção estadual do partido, que acontece no dia 21 de junho. O compromisso não deve contar com a presença do presidente estadual da sigla, Júlio Delgado, já que o deputado federal juiz-forano cumpre agenda em Brasília. A definição do posicionamento da legenda com relação ao cenário estadual deve movimentar os encontros do PSB na cidade.


Em aberto

Caso Júlio assuma o desafio, há espaço para o ex-prefeito Tarcísio Delgado, que se filiou ao PSB em outubro do ano passado, retornar à cena eleitoral como candidato a deputado federal. Ligada à Rede Sustentabilidade, a empresária Jane Ferraz também pode concorrer a uma vaga na Câmara. Apesar de, recorrentemente, o vereador Jucelio Maria ser ventilado como possibilidade, um nome local para a disputa de cadeiras na Assembleia pelo partido ainda não foi definido. Assim, o Coronel Picinini, vereador em Belo Horizonte, já se movimenta para conseguir apoio na cidade. Natural de Juiz de Fora, o parlamentar é considerado nome certo na urna eletrônica como postulante à ALMG.


Plano Diretor

A Prefeitura dará sequência hoje às discussões acerca da revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano. Em encontro agendado para as 14h30, no auditório do Centro de Formação do Professor, o arquiteto, urbanista e professor da Universidade do Texas Fernando Luiz Lara irá ministrar a palestra "Arquitetura e urbanismo como ferramentas para a melhoria do espaço público". O debate faz parte do calendário de atividades, que, desde o ano passado, busca mobilizar a sociedade para a elaboração de um projeto participativo. O atual Plano Diretor juiz-forano foi elaborado em 2000, durante a gestão do ex-prefeito Tarcísio Delgado.


Rosa Cabinda

O prefeito Bruno Siqueira (PMDB) sancionou ontem a lei que nomeia Rosa Cabinda uma praça no Bairro Vitorino Braga, Zona Leste, no cruzamento das ruas Moacyr Amado dos Santos e Professor Lander. A denominação é fruto de reivindicação do movimento negro, que tem no Vitorino Braga um dos principais redutos de suas atividades. O projeto do vereador Roberto Cupolillo (PT) homenageia uma escrava do comendador Henrique Guilherme Fernando Halfeld, considerado o fundador de Juiz de Fora. A escrava servia à esposa do comendador e, após a morte desta, tentou comprar a sua alforria, tendo a liberdade sido negada por Halfeld.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?