Publicidade

03 de Junho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

DECISÃO DE CÚPULA

Pré-candidato ao Governo de Minas pelo PSB, o deputado federal Júlio Delgado está a uma semana de ser confirmado como o nome da legenda na corrida ao Palácio Tiradentes. Após se reunir, no fim da semana passada, com o candidato à Presidência, Eduardo Campos, e com a vice na chapa, Marina Silva, Júlio aguarda reunião da cúpula com aliados, no próximo sábado, para que seja batido o martelo sobre sua candidatura. O deputado, que também é presidente estadual do PSB, vem se consolidando como alternativa à polarização PT-PSDB na disputa eleitoral, após passar os primeiros meses do ano defendendo a candidatura tucana ao Governo do estado. Neste caso, a disputa mineira ganharia contornos semelhantes à nacional, com Fernando Pimentel na chapa petista, um nome de confiança da presidente Dilma Rousseff (PT), um aliado de primeira hora do ex-governador Aécio Neves na composição tucana, o também ex-ministro Pimenta da Veiga, e uma liderança tradicional do PSB como terceira via.


PDT

O PDT se reuniu ontem à noite em Juiz de Fora para decidir o apoio das candidaturas que vão disputar o Legislativo estadual e federal. O grupo do partido comprometido com a candidatura de Mário Heringer à Câmara dos Deputados já tinha fechado apoio a Zaidan para a disputa de uma cadeira na Assembleia Legislativa. A expectativa é de que a homologação ocorreria sem qualquer resistência. Zaidan, nas últimas eleições municipais, ficou com a suplência da legenda na Câmara Municipal, na qual já ocupou a cadeira entre 1997 e 2000.


Na UFJF

A comissão eleitoral da UFJF, que realiza nos dias 9 e 10 as eleições para reitor da instituição, finaliza esta semana os preparativos para a disputa. O número de eleitores será consolidado até o fim da semana, mas estima-se que sejam cerca de 1.200 técnicos administrativos, 1.400 professores e 17 mil estudantes. Urnas serão dispostas nas principais unidades da universidade. Os votos serão computados em cédulas de papel, visto que o processo eleitoral ocorre no período em que o TSE prepara as urnas eletrônicas para a eleição nacional.


Saber ouvir

No discurso que fez como orador oficial da entrega do Troféu Tancredo Neves, com que foi homenageado ontem à noite em Belo Horizonte, o prefeito Bruno Siqueira mais uma vez bradou por um novo pacto entre os diferentes níveis de poder. Bruno criticou a concentração de recursos nas mãos da União, distante das reais necessidades do cidadão. A solenidade marcou os 32 anos do jornal "Edição do Brasil" e aconteceu na sede do Tribunal de Contas do Estado. Hoje, em Brasília, o prefeito irá representar Minas na final nacional do Prêmio Sebrae Empreendedor. Além de certificados, os vencedores disputam uma viagem internacional.


Resposta

O presidente do diretório do PT, Giliard Tenório, rechaçou as declarações do prefeito Bruno Siqueira, que se manifestou publicamente sobre a atuação de lideranças petistas e a greve dos professores. "É preciso saber diferenciar o movimento partidário do sindical. Respeitamos e apoiamos a mobilização dos trabalhadores por entender como justa a luta por melhores salários e pelo cumprimento da Lei do Piso. Mas o movimento não é partidário." Com a dobradinha entre PT e PMDB já consolidada em Minas, o pré-candidato petista ao Governo, o ex-ministro Fernando Pimentel, conta com o apoio de Bruno para a campanha.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?