Publicidade

10 de Junho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

 

AMPLA ALIANÇA

A convenção estadual do PSDB reuniu ontem cerca de mil delegados que confirmaram a candidatura do ex-ministro tucano Pimenta da Veiga ao Governo de Minas, do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Dinis Pinheiro (PP), a vice e do ex-governador Antonio Anastasia ao Senado. O apoio de 19 partidos assegurou para a chapa governista não só amplo arco de aliança mas um tempo precioso na TV. "Temos 20 partidos unidos, muitas ideias, muitos projetos e a história a nos avalizar", destacou o presidente do PSDB de Minas Gerais, deputado federal Marcus Pestana. Na TV, serão quase 15 minutos diários de propaganda, além de 14 inserções. Os minutos terão que ser repartidos entre os mais de mil candidatos a deputado estadual e federal.

 

Suplência

Na convenção dos tucanos, apenas ficou em aberto a escolha da segunda suplência de senador, o que deve ser motivo de cobiça dos partidos aliados. Na primeira suplência, foi oficializado o nome do ex-secretário de Gestão Metropolitana e Saúde Alexandre Silveira, do PSD. Foi dele a missão de peitar a direção do partido e garantir que os mineiros apoiassem a reeleição do prefeito Marcio Lacerda (PSB) em Belo Horizonte, em 2012.

 

 

No sábado

O PT e o PMDB vão selar suas candidaturas no sábado, quando ambas as legendas fazem suas convenções estaduais. No PT, o ex-ministro Fernando Pimentel será confirmado como candidato ao Palácio Tiradentes. No PMDB, devem ser oficializados os nomes do ex-ministro Antônio Andrade, presidente do partido em Minas, a vice-governador, e de Josué Gomes da Silva ao Senado. Além das duas legendas, a chapa oposicionista forma aliança com PRB, PROS e PCdoB.

 

 

PROS

O empresário Charles Evangelista, filho do vereador Chico Evangelista (PROS), é agora oficialmente candidato a deputado federal pelo PROS. A definição saiu ontem, em Belo Horizonte, em convenção do partido. Segundo Charles, a legenda optou pela candidatura à Câmara dos Deputados para conquistar espaço na cidade, colocando-se como opção aos nomes dados como certos na disputa, Margarida Salomão (PT) e Marcus Pestana (PSDB).

 

 

PSB e PSC

A candidatura do PSB ao Governo de Minas pode atrair para a chapa majoritária o PSC. As conversas foram iniciadas e têm como articuladores o presidente do PSB mineiro, deputado federal Júlio Delgado, e o vice-presidente estadual do PSC, vereador Noraldino Junior. Por ora, nenhum nome aparece com indicação do PSC para compor a chapa. Do lado do PSB, Júlio disputa a indicação com o médico ambientalista Apolo Heringer.

 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?