Publicidade

19 de Junho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

INOVAÇÃO

A UFJF será sede, entre os dias 7 e 9 de agosto, da sétima edição do "Idea to product competition", competição latino-americana para docentes e pesquisadores de universidades, que busca premiar projetos científicos inovadores. Em dois dias, serão apresentados vários projetos e o detalhamento da pesquisa por meio da qual eles foram criados e dos benefícios que trarão à sociedade. Especialistas farão a avaliação, e as inovações serão classificadas e premiadas no terceiro dia. O primeiro colocado será convidado a participar da fase global do evento, que reúne os vencedores da América Latina, América do Norte, Europa, Ásia e Oceania. É a primeira edição latino-americana realizada fora de São Paulo, e, para recebê-la, a UFJF venceu cidades como a própria capital paulista, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.


Sem opositores

Ainda sobre a UFJF, a assessoria do reitor eleito Júlio Chebli disse ontem que o professor não pretende contar com nomes que estiveram ao lado de seu opositor na campanha eleitoral, Marcus David, em sua equipe na Reitoria. Júlio declarou à Tribuna que não vê problemas em contemplar quadros capacitados de outras áreas e que eventualmente não o tenham apoiado na disputa pelo cargo de reitor. Isto, conforme a assessoria, não implica dizer que haverá opositores declarados em cargos estratégicos da administração superior da universidade.


Frente

O PSOL e o PSTU oficializaram ontem a aliança para disputar o Governo de Minas, tendo a sindicalista Victória Mello como candidata a vice de Fidélis Alcântara, do PSOL. Victória, que concorreu pelo PSTU à Prefeitura de Juiz de Fora em 2012, deve ter seu nome homologado pela legenda no próximo dia 28, durante convenção estadual. Com o nome "Frente de Esquerda", a coligação pretende trazer para a campanha as reivindicações das ruas e dos trabalhadores. Para isso, deverá ter um ou dois minutos de tempo na TV.


Proibido

O prefeito Bruno Siqueira sancionou ontem a Lei 12.980/2014, do vereador Noraldino Júnior (PSC), que proíbe a exposição e distribuição de material erótico e pornográfico para menores em Juiz de Fora. Assim, a partir de agora, revistas, jornais, DVDs e CDs com conteúdo considerado impróprio não mais poderão ser comercializados publicamente, devendo ser guardados em locais fora de visualização. O mesmo vale para cartazes e peças publicitárias que contenham imagens eróticas, que estão proibidos de ser divulgados em vias e locais públicos.


Sem rodeios

Também já está proibida na cidade a realização de rodeios e touradas que envolvam maus-tratos e crueldade aos animais. Antes de ser aprovada pela Câmara Municipal, a proposta do vereador José Márcio (PV) foi amplamente debatida pelo Legislativo, sempre com a presença de representantes de protetores de animais e organizadores de rodeios. Ao sancionar a Lei 12.981/2014, o Executivo manteve a proibição do uso de sedém ou qualquer outro equipamento capaz de promover desconforto e incômodo aos animais.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?