Publicidade

12 de Julho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

Articulando

Os candidatos ao Governo de Minas estão na fase de articulações internas sem, no entanto, perder o foco nos eleitores. O petista Fernando Pimentel se encontrou com lideranças das Vertentes, durante passagem por Barbacena. Enquanto isso, o tucano Pimenta da Veiga, acompanhado de seu vice, Dinis Pinheiro, e do candidato ao Senado, Antonio Anastasia, encontrou-se com lideranças. Já Tarcísio Delgado (PSB) passa parte do fim de semana em Juiz de Fora elaborando o seu plano de governo. Segundo ele, será um documento que vai causar surpresa a muita gente, mas não antecipou o seu teor. Com o encerramento da Copa do Mundo, a tendência é de incremento da campanha não só com visitas mas até mesmo os debates programados pelos veículos de comunicação - incluindo a internet - na etapa de primeiro turno. A questão é saber quantos candidatos serão chamados, uma vez que a Justiça faculta a escolha, salvo para candidatos cujos partidos têm representação no Congresso e na Assembleia Legislativa.


Tudo normal

Com a Seleção Brasileira disputando apenas o terceiro lugar, e sendo hoje sábado, a cidade não terá nenhuma mudança na sua rotina, exceto o Museu Mariano Procópio, que vai encerrar o horário de visitação antes do jogo, previsto para as 17h. O comércio estica suas atividades até as 13h, ficando os shoppings e supermercados em expediente normal. Não haverá interrupção nem mesmo na hora da partida, bem diferente das outras apresentações, quando havia a expectativa de classificação para a final.


Retaliações

A vereadora Ana Rossignoli (PDT) ocupou ontem a tribuna da Câmara, durante sessão ordinária pela manhã, para denunciar demissões no setor de táxis de Juiz de Fora praticadas por "permissionários ilegais". Ela relatou ter conhecimento de duas demissões e diz temer que ocorram outras. No pronunciamento, a vereadora enfatizou tratar-se de retaliação pela participação de profissionais na audiência pública do dia 9 deste mês, quando foram feitas denúncias sobre a existência de permissionários com vários veículos na praça em nome de terceiros.


Tecnológico

A Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação/Minas Gerais (Assespro), a Fundação Mineira de Software (Fumsoft), o Sindicato das Empresas de Informática de Minas Gerais (Sindinfor) e a Associação de Usuários de Informática e Telecomunicações (Sucesu), entidades que compõem o MGTI, querem transformar Minas Gerais no maior polo de tecnologia do Brasil. Para isso, estão promovendo uma série de parcerias no estado. Em Juiz de Fora, o Parque Tecnológico, ainda em processo de finalização, foi escolhido para concretizar esta missão.


Experiências

A ideia é criar um núcleo do MGTI na cidade, que será um espaço onde as empresas possam partilhar experiências. A intenção, segundo o secretário de Desenvolvimento Tecnológico da UFJF, Paulo Nepomuceno, é de que este núcleo fique dentro do mesmo terreno do parque. A primeira reunião para viabilizar a parceria aconteceu esta semana. E, segundo Nepomuceno, a Universidade Federal de Juiz de Fora já está estudando um espaço provisório para alocar o núcleo ainda este ano, mesmo antes de a sede do parque ficar pronta.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está fazendo pesquisa de preços para controlar o orçamento?