Publicidade

18 de Julho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

CARDÁPIO DA FIEMG

No almoço de hoje com os empresários, quando deve apresentar suas metas para o setor, o candidato Fernando Pimentel, do Partido dos Trabalhadores, irá receber um documento, com cerca de oitenta páginas, das mãos do presidente da Federação das Indústrias (Fiemg Regional), Francisco Campolina, no qual estão contidos estudos sobre Juiz de Fora, com ampliação pela Zona da Mata, elaborado por economistas. O texto indica questões que precisam ser resolvidas no curto prazo. Surpreendido pela decisão da Azul de suspender os voos entre a região e Belo Horizonte, ele admitiu que essa situação também deverá fazer parte do cardápio. Em recente visita, Pimentel indicou que não será surpreendido pelas demandas de Campolina, uma vez que vem recebendo informações sistemáticas de assessores sobre a Zona da Mata. Em entrevistas recentes à Tribuna e à Rádio Solar, ele manifestou suas preocupações e sinalizou a adoção de medidas para melhorar a situação dos aeroportos, hoje na dependência das empresas aéreas.


Em BH

Enquanto Fernando Pimentel faz um périplo pela Zona da Mata, começando ontem por Rio Pomba e culminando com a visita de hoje a Juiz de Fora, seu concorrente Pimenta da Veiga encontrou-se ontem com cerca de 20 prefeitos de diversas regiões, quando fez apresentação de sua candidatura. Ele defendeu o fortalecimento dos municípios e acentuou que "a relação do Governo do estado com as prefeituras deve ser de muita abertura e interação. O nosso futuro governo já tem a decisão de agir próximo aos prefeitos para que Minas possa alcançar patamares ainda mais altos de desenvolvimento".


Novo estilo

Ao apresentar ontem o seu material de campanha à imprensa, o candidato do PSB, Tarcísio Delgado, disse que fará uma campanha provocativa. E deu a primeira mostra ao declarar que costuma dar "graças a Deus por ser pobre". No seu entendimento, homem público que começa a vida pública pobre e é pobre, se ficar rico, pode pôr na cadeia de uma vez. "Não precisa nem julgar, porque não tem como ficar rico com mandatos eletivos. Fez negócios. E, se for governador, vou sair pobre do Governo." Negou, porém, que estivesse direcionando a crítica a algum candidato "individualmente" e que falava para "todos".


Responsáveis

O Diário Oficial "Minas Gerais" publicou ontem sanção do governador Alberto Pinto Coelho à lei que altera regras de coleta seletiva de lixo. Ela determina que resíduos como dispositivos magnéticos e eletroeletrônicos de armazenamento de dados, lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias deverão ser entregues pelos usuários aos estabelecimentos que os comercializam ou à rede de assistência técnica para repasse aos fabricantes ou importadores. Estes estabelecimentos, por sua vez, devem se responsabilizar sobre a sua reciclagem ou disposição final adequada. As lojas deverão manter recipientes para o descarte de forma visível.


Não beba

Embora a disposição esteja contemplada no Código Nacional de Trânsito, a Câmara, na avaliação de alguns vereadores, deve dar sua contribuição no combate ao uso de bebida antes de dirigir. Por conta disso, dois projetos estão tramitando, com o viés educativo, ampliando as informações. O primeiro estabelece a divulgação, por meio de campanhas, em panfletos, cartazes e propagandas impressas de bares, lanchonetes e outros espaços, da frase "se beber, não dirija". Uma segunda proposta indica que tais informações devem ser inseridas também nos cardápios de bares e restaurantes. Após advertência, os infratores podem ser multados.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?