JF. domingo 30 abr 2017
OUÇA AGORA
Publicidade
11 de janeiro de 2017 - 11:10

PM é surpreendida por cerca de 20 disparos na Zona Leste

Por Sandra Zanella

Duas ocorrências de disparos de arma de fogo foram registradas pela Polícia Militar, na noite desta terça-feira (10), na Zona Leste de Juiz de Fora. Por volta das 22h30, policiais militares em patrulhamento pelo Bairro Santa Rita foram surpreendidos por cerca de 20 tiros entre as ruas Otávio Pereira Torres e Maria José Braz. No local funciona uma boca de fumo comandada por uma família que já teve vários integrantes presos, inclusive por crimes violentos, como homicídios e tentativas de assassinato. A suspeita é de que os disparos tenham sido realizados de cima de uma laje por dois jovens, ambos de 18 anos.

Diante da sucessão de tiros, os militares foram obrigados a desembarcar da viatura e procurar abrigo. A equipe solicitou apoio e percebeu que estava ocorrendo uma festa em uma das casas. Com o fim dos disparos, várias mulheres saíram de dentro do imóvel suspeito gritando, supostamente para avisar os criminosos sobre a aproximação da polícia. Populares que não quiseram se identificar, temendo represálias, relataram à PM que os dois atiradores estavam mesmo na laje de uma casa. Os policiais realizaram buscas na residência e ainda utilizaram granada de efeito moral na tentativa de dispersar os bandidos e conseguir capturá-los, mas ninguém foi preso. Os envolvidos teriam conseguido escapar por meio do telhado em direção a um matagal, já que havia telhas quebradas e marcas no mato.

Tiros contra casa
Cerca de quatro horas antes de militares serem surpreendidos por tiros no Santa Rita, uma casa foi alvo de disparos no Bairro São Sebastião, também na Zona Leste. Uma moradora da Rua Fausto Machado, 27, relatou que estava na janela de sua residência quando avistou o suspeito de ter matado seu irmão e seu primo passar pela via em um carro preto. Em seguida, surgiu uma moto Honda CB 300 cilindradas vermelha, e o carona sacou uma arma, abrindo fogo contra o imóvel.

Dois projéteis atingiram o portão e a parede da casa. Apesar da ação violenta, ninguém ficou ferido. A perícia da Polícia Civil foi acionada e recolheu três cápsulas de munição 9mm. Nenhum suspeito foi encontrado. Os casos serão investigados.

Publicidade


16 comentários

  1. Cidadã disse:

    tudo tem que ser pesado para que não haja injustiças…a sociedade e podre a polícia e corrupta e assim vai…

  2. claudio santiago disse:

    A POLICIA DEVERIA MONTAR DELEGACIAS EM CADA BAIRRO DA CIDADE , COLOCANDO RONDAS. COMO SABEM QUE NO BAIRRO SANTA RITA , TEM UMA FAMILIA COMANDANDO O TRÁFICO E NÃO FAZEM NADA PARA ACABAR COM ESSE BANDO? A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA É BRINCADEIRA MESMO. TEM COISAS MAIS POR AI

  3. Luciano disse:

    O que dizer, se a pm reage trocando tiros com os marginais o estado processa eles, vão dizer que os “jovens” não tiveram defesa, ai um Pai de família se fere na ocorrência ninguém se importa, ou são de menores vão a delegacia mas como o sistema é falho são soltos, e as pessoas de bem do Bairro são acuadas, o saudades dos finais dos anos 80 e os 90,não existia essa falta de respeito com a pm…

  4. Antonio Costa disse:

    Meu caro leitor A. COELHO. No Rio de Janeiro começou assim. Como dizia a musiquinha de campanha: JUIZ DE FORA NO CAMINHO CERTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. Eduardo Resende disse:

    Teríamos que mudar estas Leis, defasadas, há muito tempo. Redução da maioridade penal já. Olhem o absurdo no caso da chacina dos presídios em Manaus. Os mortos, criminosos, são de responsabilidade do Estado, portanto suas famílias poderão requerer indenização! E nós trabalhadores honestos, quando perdemos um parente por latrocínio efetuado por um menor ou maior que seja. Os familiares como ficam? E os direitos desumanos nos procuram? O Estado comparece para cobrir alguma despesa? UMA VERGONHA!

  6. WILLIAM BOY disse:

    ESTÁ FICANDO COMPLICADO!!!

  7. fabiano disse:

    É O FIM DO MUNDO ,PESSOAS TEMEM MAIS O HOMEM DO QUE A DEUS ,NOSSO CORPO DURA POR UM POUCO DE TEMPO E A ALMA OU VAI PRO CÉU OU PRO INFERNO .QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS

  8. Julio Cesar disse:

    Acorda comandantes da PM e Polícia Civil, vamos tirar esse povo de traz das mesas e colocarem para trabalhar,mas, deixá-los trabalhar como policiais indo pra cima dessa vagabundagem que estão achando que eles é quem mandam. dê-lhes o apoio que necessitarem para o enfrentamento , não punindo-os quando trabalharem, aí a coisa vai funcionar.

  9. Vinicius disse:

    Me chamou a atenção foi a descrição dá moto que fez os disparos. Duvido que alguém consiga uma descrição dessas sendo alvo de tantos tiros.

  10. Marcelo Zampier disse:

    É impressionante, por todos os lados! Estamos virando uma zona de guerra, só não vê os que deveriam agir em nosso nome, os nossos representantes!
    Obs: Porque não abriram a possibilidade de comentar o texto do Jorge Sanglard de hoje??

  11. A. Coelho disse:

    Neste caso (apenas neste) não se trata de impunidade ou de omissão por parte da PM. De nada adianta prender traficantes, pois os colegas rivais irão comemorar e agradecer à polícia. Trata-se do famoso “enxugar gelo”. Infelizmente Juiz de Fora tem uma classe média/alta que cheira metros de cocaína durante o ano (por pessoa, claro), e que fuma maconha igual doido. Simples: enquanto houver comprador, haverá vendedor. Mas, claro, quem cheira e fuma acha que o problema da violência é dos outros…

  12. Weyder Fregulia disse:

    É brincadeira, o negócio é falar mal da Polícia mesmo, o caso foi que atiraram contra os policiais, mas a Julia achou uma brecha para falar mal da PM se vc está se sentindo insegura contrata um segurança particular. Pronto falei.

  13. Ulisses Sanches da Gama disse:

    É de conhecimento público que os policiais de MG estão com salários defasados, fatiados e atrasados, também é de conhecimento de todos que o déficit de pessoal é o maior já existente, principalmente na polícia civil, mas ainda assim, os bravos guerreiros combatem o crime. O que precisamos é que a população de bem passe à denunciar os criminosos, toda denúncia realizada no 181 é sigilosa, sabe que seu vizinho está traficando? Denuncie 181, sabe que tem armas? Denuncie 181, não seja cúmplice!!!

  14. Marcelo disse:

    Esse é mais um reflexo da impunidade em nosso pais. Não há mais respeito as autoridades. A população desses bairros ao invés de denunciar os bandidos, são coniventes com suas ações vindo a confrontar os policiais para proteger os marginais. É por estas e outras que nosso país caminha para um precipício sem volta. A vida de um preso tem mais valor do que a vida de um trabalhador.

  15. JULIA disse:

    E sabendo da fama desse bairro, policiais eram para serem surpreendidos? Tá vendo só? Estamos lascados com a segurança na nossa cidade, estado, país. Para agirem com pessoas desse nível não existe preparo algum ao meu ver por parte dos policiais, me sinto desprotegida.

  16. A. Coelho disse:

    O Rio de Janeiro começou assim. A receita aqui é rigorosamente a mesma.

*

Restam 500 digitos

 

Top