Publicidade

23 de Janeiro de 2014 - 21:27

Por Tribuna

Compartilhar
 
Presidentes falaram sobre gestão e transparência
Presidentes falaram sobre gestão e transparência

O presidente da Câmara Municipal, Julio Gasparette (PMDB), recebeu nesta quinta-feira (23), no Palácio Barbosa Lima, o chefe do Legislativo de Uberlândia, Márcio Nobre (PSDC), para discutir os planos de gestão de ambas as Casas. Os vereadores trocaram experiências, sobretudo quanto às iniciativas de transparência e eficiência administrativa, adotadas por Gasparette em Juiz de Fora, e no que diz respeito aos avanços na área de comunicação, que têm sido implementados por Márcio Nobre no Triângulo Mineiro. Também estiveram em pauta assuntos como a construção da nova sede do Legislativo em Juiz de Fora e estratégias de diálogo com manifestações nas ruas.

Gasparette afirma que sua visita à Câmara Municipal de Uberlândia, no ano passado, determinou o encontro desta quinta. "Pude conhecer a administração da Mesa Diretora de lá, iniciativas na área de comunicação, o projeto de construção de um novo prédio anexo para abrigar melhor os vereadores, que hoje são 27 em Uberlândia. Todos esses projetos têm pontos que nós podemos aproveitar na nossa Câmara." Márcio Nobre, por sua vez, diz que o Legislativo juiz-forano tem sido referência no estado, quanto à eficiência de gestão. "Este é um dos pilares que eu quero adotar em minha cidade, junto à transparência e a uma gestão democrática, participativa."

A construção do edifício anexo à Câmara de Uberlândia, projeto conduzido por Nobre, foi apontada por Julio Gasparette como um dos pontos que lhe interessa, visto que ela serve de exemplo para avaliar o aumento na eficiência da atuação parlamentar e a melhoria na prestação de serviços de uma sede do Legislativo, decorrentes da ampliação do espaço físico. "Eles vão construir um prédio novo, um anexo, vinte anos depois de erguer uma nova sede para o Legislativo. O nosso edifício tem 163 anos, o que mostra como estamos atrasados nisso." Durante a conversa, o juiz-forano contou ao colega sobre a construção do prédio anexo Ignácio Halfeld, onde hoje estão os gabinetes dos vereadores, erguido durante a Legislatura 1997-2000. "Antes de construirmos nosso prédio anexo, não havia gabinetes adequados nem banheiro para os vereadores."

Outro tema discutido pelos vereadores foram as manifestações de junho e julho, quando a Câmara de Juiz de Fora foi ocupada por manifestantes e a de Uberlândia recebeu protestos diariamente. Segundo Márcio Nobre, uma de suas estratégias foi arquivar todos os cartazes e anotar todas as reivindicações deixadas na Câmara, para, nos dias seguintes, ir a público e mostrar à população quais demandas diziam respeito ao Legislativo e quais ao Executivo municipal, estadual ou federal. "Chamamos lideranças à nossa Casa e discutimos tudo o que cabia ao Legislativo municipal resolver."

 

Transparência e Comunicação

Dentre os projetos em comunicação social implementados pela Mesa Diretora do triângulo mineiro, chamou atenção de Gasparette os avanços da TV Câmara local. O uberlandense contou que passará a contar com canal próprio em sua cidade, deixando o atual convênio com a TV Universitária da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Julio mostrou a Marcio Nobre as instalações da TV Câmara de Juiz de Fora, que deve começar a operar este ano, por meio de convênio com a TV Assembleia, com transmissão ao vivo das sessões ordinárias. "Além de uma forma de integração com a população, a divulgação nos meios de comunicação se traduz em transparência", disse o juiz-forano.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?