Publicidade

08 de Janeiro de 2014 - 20:58

Escolha de líder do Governo para comandar pasta de Legislação causa novo embate

Por Tribuna

Compartilhar
 

A Câmara Municipal revelou nesta quarta-feira (8) a composição das 13 comissões permanentes, que reúnem três vereadores - um deles presidente - para discutir as ações do Legislativo quanto a questões primordiais ao funcionamento da Casa, incluindo pareceres sobre projetos de lei em tramitação, ou temas de interesse do município. A maior parte dos vereadores que integraram as comissões no último ano estão mantidos para as respectivas pastas em 2014. As principais mudanças estão na Comissão de Legislação, Justiça e Redação, com a entrada do líder do Governo, Luís Otávio Coelho (Pardal, PTC), e na Comissão de Saúde, em que ingressa o vereador Wanderson Castelar (PT). Ambos já assumem o cargo na condição de presidentes das referidas comissões (ver quadro).

A reunião desta quarta, quando os nomes foram divulgados, foi marcada por nova discussão envolvendo a Comissão de Legislação. Após o plenário, na última terça-feira, deliberar a composição da comissão com Noraldino Júnior (PSC), Pardal e Antônio Aguiar, preterindo o candidato Chico Evangelista (PROS), desta vez o motivo da confusão foi a escolha do presidente da pasta. Noraldino pleiteava o cargo, mas foi voto vencido porque Aguiar e Pardal optaram por deixá-lo com o líder do Governo.

O parlamentar expressou sua insatisfação. "Coloquei o meu nome à disposição, mas não vou de encontro ao Governo se ele não quer o meu nome. Vou reunir a executiva do partido para discutir como vamos nos posicionar quanto a isso", disse o vereador, sem especificar o que pode decorrer do encontro interno do PSC. "É uma discussão sobre como agir diante da situação que foi colocada."

Pardal e Aguiar mostraram-se surpresos com o posição do colega. O líder do Governo, inclusive, argumentou que Noraldino exerceu a presidência da comissão no último ano e que a natureza do cargo demanda rotatividade. "Todos têm o direito de exercer esse cargo, se muitos desejam isso." Antônio não se manifestou, durante a reunião, mas disse à Tribuna que tudo foi feito para que a formação e a presidência da pasta se dessem por consenso, como foi com as demais comissões.

 

Lideranças partidárias

Também estão definidas as lideranças partidárias na Câmara. Em função da pouca quantidade de vereadores por legenda, a maior parte dos líderes está mantida. Mudanças apenas no PT, cujo líder agora é Roberto Cupolillo (Betão) e PTC, agora liderado por Nilton Militão. Noraldino lidera o PSC, e o PMDB e o PDT mantiveram Antônio Aguiar e Ana Rossignoli, respectivamente. As demais legendas têm apenas um vereador, que ocupa o cargo.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?