Publicidade

29 de Maio de 2014 - 07:00

Margarida lidera força-tarefa com Júlio e Pestana para evitar redução de produção da Mercedes

Por Tribuna

Compartilhar
 

A deputada federal Margarida Salomão (PT) iniciou contatos para arregimentar uma força-tarefa em busca de soluções para as contenções anunciadas recentemente pela Mercedes-Benz e que afetam a planta instalada em Juiz de Fora. O intuito da petista é viabilizar uma frente parlamentar, para discutir ações capazes de evitar a redução da produção e dos postos de trabalhos na cidade. A petista também teme por uma consequente queda na arrecadação do Município. A iniciativa surgiu após encontro realizado na última terça-feira, em Brasília, entre representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de Juiz de Fora e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

"A nossa principal preocupação é com a redução dos postos de trabalho e do volume produzido nesta planta, que possui uma das melhores linhas de produção do mundo. Parte desse processo está sendo transferido para São Paulo. Isso diz respeito a articulações políticas. Por isso, é importante que este esforço suprapartidário supere as tensões comuns em um ano eleitoral em busca da retomada dos investimentos na cidade", afirmou Margarida. Na última segunda-feira, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, a direção da Mercedes comunicou a paralisação de 52 dias das atividades, entre junho e dezembro, e a redução da fabricação do caminhão modelo Actros em 200 unidades este ano. A empresa já tomou outras medidas de contenção este ano, como férias coletivas e as chamadas "semanas curtas". O sindicato estima que, desde setembro de 2013, foram registradas cerca de 130 demissões na planta local.

De acordo com Margarida, as articulações políticas para tentar o incremento da produção foram iniciadas. "Já conversei com o deputado Júlio Delgado (PSB) e, ainda hoje (quarta-feira), vou tentar conversar com o deputado Marcus Pestana (PSDB). Esta é uma luta para defender não só Juiz de Fora, mas também a Zona da Mata e Minas Gerais, que enfrentam um processo de desindustrialização nos últimos anos." Após conversar com os parlamentares juiz-foranos, os esforços se voltarão para a conscientização da bancada mineira na Câmara. "O próprio ministério vai buscar um entendimento nacional com a empresa, para defender o funcionamento desta planta em sua totalidade." À Tribuna, Júlio Delgado disse que recebeu a ideia de forma positiva e destacou a importância dos três parlamentares juiz-foranos somarem esforços. "O importante agora é trabalharmos pela viabilização de uma audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara. Precisamos trabalhar de forma conjunta em busca de soluções."

Apesar de ainda não ter conversado com Margarida, o deputado Marcus Pestana também se mostrou disponível. "Há recortes que vão além das questões partidárias e passam pelas necessidades regionais", afirmou, lembrando força-tarefa similar nas quais lideranças locais se uniram na busca por recursos para as obras do Museu Mariano Procópio. Pestana, entretanto, lembrou que as questões pertinentes à empresa passam pela situação macroeconômica vivenciada no país. Esta semana, em reposta à Tribuna, a montadora afirmou que "está adotando medidas para adequar a produção à realidade do mercado". Procurada novamente nesta quarta-feira (28), a assessoria de imprensa da montadora não comentou a movimentação de forças políticas locais.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?