Publicidade

09 de Maio de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste-MG) vai assumir a responsabilidade pelos salários dos profissionais da JK Serviços, tercerizada contratada para atividades de limpeza. Eles estavam sem receber desde o início de abril e nesta quinta-feira (8) a instituição decidiu fazer o acerto dos vencimentos com os mais de 40 trabalhadores da empresa de conservação. Os funcionários estavam parados desde 16 de abril, em protesto contra o não pagamento dos salários de março, que foram pagos pela JK Serviços na última terça-feira.

Na última quarta-feira, os profissionais se reuniram no Ministério do Trabalho (MT) junto a representantes do IF Sudeste-MG e do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação e Limpeza de Juiz de Fora (Sinteac), para solucionar o problema. Uma funcionária da JK, que não quis se identificar, disse que passou dificuldades em razão do não recebimento dos salários. "A minha luz foi cortada, estou com o meu aluguel atrasado há dois meses. Muita gente não tem nem o que comer em casa." Ela disse que os estudantes do instituto federal estão doando alimentos para os funcionários."

Segundo o Sinteac, que enviou representante à reunião no Ministério do Trabalho, as partes envolvidas não conseguiram contato com a JK Serviços, que não compareceu ao encontro para a qual foi convocada. Conforme ficou decido em acordo no MT, o IF-Sudeste-MG vai arcar com os salários dos funcionários da JF Serviços até agosto, quando vence o contrato, que não deverá ser renovado. Os dias em que os funcionários ficaram parados não serão pagos, visto que a greve se deu em condições que o ministério considerou irregulares, sem assembleia e elaboração de pauta de reivindicações.

A Tribuna tentou contato com a JK Serviços por telefone. A informação é de que os diretores não estavam presentes para falar.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?