Publicidade

08 de Junho de 2014 - 06:00

Alberto Pinto Coelho garantiu que parte dos R$ 50 milhões prometidos virá agora para obras da saúde e outros setores

Por Tribuna

Compartilhar
 
Alberto Pinto Coelho recebeu o título de cidadão honorário de JF das mãos do prefeito Bruno Siqueira
Alberto Pinto Coelho recebeu o título de cidadão honorário de JF das mãos do prefeito Bruno Siqueira
O governador e o pré-candidato ao Governo de MG, Pimenta da Veiga, estiveram em evento social com o colunista Cesar Romero
O governador e o pré-candidato ao Governo de MG, Pimenta da Veiga, estiveram em evento social com o colunista Cesar Romero

Parte dos R$ 50 milhões destinados pelo Estado de Minas Gerais aos cofres municipais para a realização de obras na cidade terá liberação imediata. Pelo menos essa foi a garantia dada pelo governador Alberto Pinto Coelho (PP), ontem, em Juiz de Fora, na solenidade de assinatura de convênios relacionados ao desenvolvimento da saúde e de outros setores considerados prioritários. A oficialização de contratos que incluem a participação do BDMG e da Codemig aconteceu na manhã de ontem, no Premier Hotel, onde o governador também recebeu os títulos de cidadão honorário e benemérito de Juiz de Fora, concedidos pela Câmara Municipal. O evento reuniu o prefeito Bruno Siqueira (PMDB), os secretários do Governo do estado Custódio Matos, Raimundo Benoni, Danilo de Castro e José Geraldo de Oliveira, além dos deputados federais Marcus Pestana (PSDB) e Luiz Fernando Faria (PP), vereadores e outras autoridades.

Do montante que está sendo disponibilizado pelo Estado, R$ 23 milhões serão repassados à Cesama, para expansão, modernização e gerenciamento do sistema de água. Outros R$ 15,5 milhões serão destinados para a continuidade e conclusão das obras do Hospital Regional, que deverá ser entregue à população em 2015. Também foram assinados convênios para a construção de duas Uaps nos bairros Linhares e Manoel Honório, com a liberação da ordem de pagamento de convênios já firmados para a implantação de outras três Uaps nos bairros Jóquei Clube I, São Benedito e Nova Benfica, ultrapassando R$ 6 milhões.

No mesmo pacote está a liberação de R$ 6 milhões para a retomada das obras do Teatro Paschoal Carlos Magno, paralisadas há mais de três décadas. O convênio, que tem a participação da Codemig, prevê que o Município seja responsável pelo gerenciamento técnico, administrativo e financeiro da obra. A licitação para o início dos trabalhos ainda não tem data para acontecer, mas o prefeito espera que a viabilização seja o mais breve possível.

Para o segundo semestre, está prevista, ainda, a recuperação de trecho rodoviário no entroncamento entre os bairros Grama e e Filgueiras, totalizando seis quilômetros de intervenção. "Os recursos estão sendo liberados para esses convênios de imediato", reafirmou o governador. Na solenidade, Alberto Pinto Coelho destacou o programa "Olho vivo", cujas 54 câmeras de vigilância devem estar em operação na cidade até o final do ano.

Ao final do evento, já em clima de campanha, o governador ressaltou o trabalho dos antecessores Aécio Neves (PSDB) e Anastasia (PSDB) e disse que a confiança nessas lideranças não será em vão. "Este ano é um ano de grande importância para o futuro da nossa nação, e os sinos de Minas haverão de repicar, porque anunciarão um novo tempo de reencontro de Minas com o Brasil", afirmou o governador, que também veio à cidade para participar da feijoada promovida pelo colunista social Cesar Romero.

 

'Arco de alianças'

Mesmo que por apenas meia hora, o governador Alberto Pinto Coelho (PP) fez questão de marcar presença no encontro regional do PPS ontem, onde declarou apoio à candidatura de Antônio Jorge de Souza Marques (PPS) a deputado estadual. Lá aconteceu o encontro do governador com o pré-candidato ao Governo mineiro Pimenta da Veiga (PSDB), fortalecendo a união dos três partidos nas eleições deste ano.

Na reunião, o governador destacou o "arco de alianças" verificado no Governo mineiro nos últimos 12 anos, o "papel nuclear" do PPS, o apoio "inconteste" do partido ao seu mandato e a satisfação de estar na cidade, que, segundo ele, possui lideranças expressivas, compromissadas com a região. Ele citou o ex-prefeito Custódio Mattos (PSDB), titular da Secretaria Geral da Governadoria na sua gestão, com quem dividia a bancada. Destacou, também, a "obra" na área de saúde desenvolvida por Antônio Jorge e o deputado federal Marcus Pestana (PSDB), ambos ex-secretários de estado da Saúde. Pestana também esteve no evento.

A chegada de Pimenta da Veiga, 20 minutos depois do governador, provocou euforia. O discurso de Alberto Pinto Coelho chegou a ser interrompido por uma banda de música entoando "Oh! Minas Gerais". Ao retomar a palavra, o governador citou a importância e a vocação cargueira do Aeroporto Presidente Itamar Franco, a obra de acesso em curso e a expectativa de sua conclusão até o final do ano. Destacou, ainda, o projeto de Parceria Público Privada (PPP) para atrair parceiros e dinamizar o sítio aeroportuário e seu entorno. "A exemplo do Aeroporto de Confins, aqui passa a ser também uma rota alternativa para o transporte aéreo de cargas."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?