Publicidade

24 de Abril de 2014 - 10:46

Por Tribuna

Compartilhar
 
Protesto começou por volta das 7h desta quinta-feira
Protesto começou por volta das 7h desta quinta-feira

Alunos e funcionários da Escola Estadual Delfim Moreira, além de integrantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), protestaram em frente à sede da instituição, na Avenida Rio Branco, Centro de Juiz de Fora, no início da manhã desta quinta-feira (24). A iniciativa foi do grêmio estudantil do colégio e teve adesão do Sind-UTE. O objetivo é "denunciar para população o abandono do prédio e exigir o início imediato da reforma", conforme disse a diretora do sindicato, Victória de Fátima de Melo. Atualmente, o imóvel segue fechado, e as aulas acontecem provisoriamente em um prédio na Rua Santo Antônio.

A manifestação começou por volta das 7h, na sede provisória do colégio, de onde os participantes seguiram em caminhada até o prédio na Rio Branco. No local, foram usados alto-falantes e houve um abraço simbólico em torno da sede. A ação integra a paralisação dos professores da rede estadual, nesta quinta, os quais pedem melhores condições de trabalho, cumprimento do plano de carreira e volta das turmas noturnas. Às 15h, haverá ainda audiência pública na Câmara Municipal para discutir o fechamento das turmas da noite, deliberado pelo Governo estadual no início deste ano.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?