Publicidade

05 de Fevereiro de 2014 - 20:40

Por Tribuna

Compartilhar
 
Grupo é contra sugestão de gradeamento do espaço
Grupo é contra sugestão de gradeamento do espaço

Um grupo de juiz-foranos cercou simbolicamente o Parque Halfeld nesta quarta-feira (5) em protesto à possibilidade de gradeamento do espaço, sugerida pelo vereador Julio Gasparette (PMDB) no início de janeiro, após um jovem ser esfaqueado no local. "Estamos nos reunindo para ocupar os espaços urbanos de Juiz de Fora. Fizemos essa ação para demonstrar o nosso repúdio contra a proposta. O Parque Halfeld é o coração de Juiz de Fora e não pode ser cercado", afirmou uma das representantes da Assembleia Nacional de Estudantes Livre (Anel) e organizadora do protesto, Patrícia Ferreira.

Além de demarcar o parque com "fitas zebradas", os manifestantes distribuíram panfletos à população divulgando a importância histórica do local para a cidade. Representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE /MG) também estiveram presentes no ato. Os manifestantes prometem realizar outra ação na Curva do Lacet, no próximo domingo, para chamar a atenção para ausência de espaço de lazer na região.

De acordo com a assessoria de imprensa da Câmara, a sugestão de gradeamento do parque foi apresentada ao Executivo como alternativa à violência constante no local, mas já teria sido rechaçada pela Prefeitura. No último dia 24, a Prefeitura recebeu a garantia do Ministério do Turismo de um repasse de cerca de R$ 500 mil para a cidade, que devem ser investidos em reurbanização e melhorias no Parque Halfeld e também no Morro do Imperador. Além disso, conforme a assessoria, o Parque Halfeld é tombado pelo patrimônio histórico e qualquer tipo de mudança deve passar pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?