Publicidade

24 de Dezembro de 2013 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A Ouvidoria Parlamentar da Câmara Municipal realizou 375 atendimentos no segundo semestre de 2013, conforme balanço divulgado ontem pelo ouvidor e vereador Rodrigo Mattos (PSDB). O número impressiona já que, em 2012, foram registradas apenas cinco ocorrências. Para Rodrigo, a evolução significativa dos números se justifica pelas novas facilidades criadas este ano, como a implementação do e-mail da Ouvidoria, em janeiro, e de um novo sistema informatizado que permite aos cidadãos acompanharem as suas demandas pela internet. Até o ano passado, o serviço só podia ser acessado por telefone.

"O aumento é significativo pois revela maior participação popular nos trabalhos da Câmara. Com a consolidação do serviço, o número de atendimentos deve seguir crescendo, aumentando também a qualidade das solicitações", afirma Rodrigo. No balanço apresentado ontem, o Legislativo detalhou os 256 atendimentos registrados após a adoção do novo sistema informatizado. Destas 89 ocorrências, 35% dos casos foram relativas a questões pertinentes ao Executivo, como solicitação de vagas em escolas e unidades de saúde, por exemplo.

"Nestes casos, encaminhamos as ponderações à Prefeitura, para depois reencaminhar as respostas ao solicitante. Nos questionamentos que dizem respeito à Câmara, as respostas são dadas em até dois dias. Falta ao Executivo um canal como esse." Em outubro, a PJF iniciou oficialmente os trabalhos para a consolidação de sua própria Ouvidoria. A estimativa inicial é de que o órgão seja implantado ainda na atual gestão, que se encerra em 2016. Além do site da Câmara (camarajf.mg.gov.br), a Ouvidoria Parlamentar também pode ser acessada pelo 0800-970-0707.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?