Publicidade

11 de Fevereiro de 2014 - 17:08

Por Tribuna

Compartilhar
 
Servidores penduraram caixas de remédio que eles tomariam para comprovar más condições de trabalho
Servidores penduraram caixas de remédio que eles tomariam para comprovar más condições de trabalho

Agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal cruzaram os braços nesta terça-feira (11), no Dia Mundial do Enfermo, por melhores condições de trabalho. De acordo com o representante do Sindicato dos Policiais Federais em Juiz de Fora, Robson Carneiro da Silva, a data foi escolhida para o protesto a fim de chamar a atenção da sociedade sobre o descaso do Governo com a classe e as consequências sofridas pelos policiais. De acordo com pesquisa realizada pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), 69,7% dos policiais procuram tratamento psiquiátrico e 69,03% revelam que o ambiente de trabalho prejudica a saúde.

A manifestação aconteceu em todo o país e, na cidade, o protesto foi em frente à sede da PF, no Bairro Manoel Honório, Zona Leste. Além de faixas com dizeres sobre a situação precária, os manifestantes fizeram uma espécie de mural da "PF enferma", onde foram expostos caixas de remédios que seriam usados por eles. A ação ainda contou com panfletagem na esquina da Brasil com a Rio Branco. Alguns integrantes usaram ataduras para chamar a atenção de pedestres e motoristas. Segundo o agente Luiz Cláudio Kock, o movimento não prejudicou o atendimento ao público, já que a paralisação foi referente às investigações e ao trabalho interno. "O Governo está acabando com a capacidade da PF de investigar. O assédio moral é muito forte", observou Kock.

Conforme Robson, em Juiz de Fora, o efetivo de cerca de 60 agentes deve atender a 127 cidades, com uma população de, aproximadamente, três milhões de habitantes. Ainda segundo dados divulgados por ele, os agentes federais amargam um congelamento salarial de sete anos, com perdas inflacionárias que já acumulam 45,90%.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?