Publicidade

22 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

O ex-vereador Sebastião Mostaro Corni morreu neste domingo, aos 84 anos, em função de complicações provenientes de hipertensão arterial e insuficiência renal. Corni ocupou uma cadeira na Câmara durante a Legislatura 1993-1996, pelo Partido da Frente Liberal (PFL), hoje Democratas (DEM). Também ocupou o cargo por quatro vezes, durante o regime militar, como suplente da Aliança Renovadora Nacional (Arena). O ex-parlamentar deixa mulher, Maria José Franklin Corni, e cinco filhos.

Natural de São José das Três Ilhas (MG), Sebastião Corni tinha atuação no Bairro Linhares, onde manteve uma farmácia por quase 40 anos. Trabalhou durante a primeira gestão do prefeito Custódio Mattos (1993-1996, PSDB), fazendo interlocução junto ao Governo para buscar melhorias na qualidade de vida no bairro, tendo conquistado uma praça para a região e o asfaltamento de diversas ruas locais. Antes disso, porém, ele já ocupara o cargo de vereador, temporariamente, em função de licença solicitada pelo parlamentar Francisco de Paula Fonseca em setembro de 1977, outubro de 78 e maio de 79. Também substituiu o vereador João Carlos Campos, em licença tirada em setembro de 78. Ambos eram vereadores eleitos pela Arena.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?