Publicidade

27 de Janeiro de 2014 - 21:31

Por Tribuna

Compartilhar
 

Proprietários de quaisquer bens móveis, como caixas e pneus, em que sejam encontrados focos do mosquito da dengue, o Aedes Aegypt, podem ser multados a partir desse ano. Projeto de lei do vereador Chico Evangelista (PROS), cujo objetivo é estabelecer multa de R$ 700 para quem cometer tal irregularidade, tramita em comissões na Câmara Municipal. Caso a norma seja aprovada, o Executivo ficará a cargo da fiscalização e poderá aplicar a pena em dobro, caso o infrator seja reincidente. O projeto surge num momento em que tanto o Legislativo quanto o Executivo buscam mobilizar ações para que seja evitada a propagação da doença neste verão, em Juiz de Fora.

Segundo justificativa apresentada pelo vereador, a proposta de estabelecer maior rigor para quem permite o surgimento de focos do mosquito se dá pela constatação de que ainda há negligência quanto ao perigo representado pela dengue. "No que pese todas as medidas e esforços desenvolvidos pelos poderes constituídos, ainda persiste o descaso por parte de determinados cidadãos." Chico afirma que a medida busca impedir a propagação da enfermidade no município.

Agentes de endemias

Enquanto tramita o projeto na Câmara, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) já agiliza a contratação de funcionários concursados para o cargo de agentes de endemias, encarregados de combater a ploriferação da dengue e de outras doenças. Segundo a subsecretária de Vigilância em Saúde, Magda Regina Gonçalves de Paula Ferreira, já foram contratados 70 profissionais e, nas próximas semanas, o número deve chegar aos 220 exigidos pelo Ministério da Saúde, que é de um agende para cada mil imóveis.

Magda faz a ressalva de que, ainda que a PJF tenha os profissionais exigidos pelo Ministério, será preciso coordenar ações para que a população se conscientize quanto à importância da prevenção individual. "Estamos trabalhando em parceria com igrejas, o Exército, a Polícia Militar e as redes de educação, para que a população trabalhe conosco nessa luta contra a dengue. Sem consciência, não adianta ter o número de agentes."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?