Publicidade

08 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A situação da saúde pública em Juiz de Fora voltou a ser discutida ontem durante sessão ordinária da Câmara Municipal. O vereador Noraldino Junior falou sobre a falta de insumos nas unidades de saúde do município, tendo apontado falta de remédios e de soro em diversas unidades, além da precariedade no atendimento. O novo debate encorajou o presidente da Câmara, Julio Gasparette (PMDB), a conclamar seus colegas de partido, André Mariano e Antônio Aguiar, a pedir encontro com o prefeito Bruno Siqueira (PMDB) para voltar a discutir o problema.

Durante a discussão, o vereador Jucelio Maria (PSB) disse que a Casa tem obrigação de cobrar da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) maior atenção à saúde, uma vez que devolveu mais de R$ 2 milhões ao Executivo no ano passado. "Nós devolvemos esta quantia e pedimos ao prefeito que invista este dinheiro na saúde. Temos de fiscalizar para onde foi este dinheiro, agora", afirmou o socialista. O líder do Governo, Luís Otávio Coelho (Pardal, PTC), defendeu a Administração e argumentou que ela convive com a falta de recursos, ao passo que Rodrigo Mattos (PSDB) disse que há falta de cuidado com o setor.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?