Publicidade

14 de Dezembro de 2013 - 07:00

Compartilhar
 

LOUCA OBSESSÃO

Maria Eduarda coleciona modestos, porém significativos, trabalhos na TV. Seu desempenho como a intempestiva Nanda, de "A vida da gente", inclusive, foi o suficiente para chamar a atenção de Manoel Carlos que, logo após um encontro em uma livraria no Leblon, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro, convidou a atriz para integrar o elenco da próxima novela das nove, "Em família". Na trama, ela dará vida à Vanessa, que nutre uma admiração muito além da amizade por sua colega de trabalho Marina, papel de Tainá Müller. "Ela é muito encantada por essa moça. Em um determinado momento da história, chega a personagem da Giovanna Antonelli, a Clara, que irá movimentar essa relação", adianta. Assim como em "Mulheres apaixonadas", o autor abordará a questão da homossexualidade. Um tema bastante recorrente nos folhetins atuais. "Quanto mais podermos tratar esses assuntos ditos polêmicos, melhor. É uma questão de serviço social para que essa temática seja vista da forma mais natural possível'', defende. Para compor a personagem, Maria Eduarda buscou inspiração em uma série de filmes que abordam relações gays.


GENTE QUE CHEGA

Desde o final de setembro no ar, "Pecado Mortal" irá receber novos atores. Roberta Santiago entrará na trama de Carlos Lombardi a partir do capítulo do dia 23, como a corajosa Urana. Na história, ela será uma policial que entra na equipe de Picasso, interpretado por Vitor Hugo, depois de uma reestruturação e irá bater de frente com o novo chefe. A personagem também se infiltrará no submundo do tráfico e da prostituição.


TRÊS SOLTEIRÕES E UM BEBÊ

Depois de participar da série "Vai que cola", do Multishow, Silvio Guindane tem novo projeto na Record. O ator irá participar do especial "Noite de arrepiar", que vai ar no dia 22 de dezembro. Na história escrita por Bosco Brasil, ele será Matheus, filho adotivo dos solteirões Codorna, papel de Castrinho, Paranhos, interpretado por Bemvindo Sequeira, e Bob Carlos, vivido por André Mattos. Apesar de ter três pais, ele lida bem com isso. Cada um o chama de uma forma, e ele aceita. Psicólogo, Matheus tem talento para analisar as pessoas, mas não consegue parar de fazer isso, o que acaba sendo irritante. O personagem ainda terá uma relação turbulenta com Isabel, de Verônica Debom.


FOI BEM

O retorno de Ana Cecília Costa, a Gaia, à trama de "Joia rara". A atriz, que voltou completamente transformada após perder peso e cortar os cabelos curtos, é protagonista de boas cenas dramáticas e movimenta a história de Toni e Hilda, interpretados por Thiago Lacerda e Luiza Valdetaro.


FOI MAL

A participação de Anitta em "Amor à vida". As sequências não tiveram nenhum tipo de relevância a não ser fazer um tosco ''merchandising'' das roupas da cantora, que, "coincidentemente", acaba de lançar sua linha de roupa e calçados.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?