Publicidade

27 de Dezembro de 2013 - 07:00

Compartilhar
 

LONGE DOS HOLOFOTES


O glamour e a fama da televisão podem deslumbrar qualquer jovem ator. Na TV desde os 24 anos, Fernanda Machado não se identifica com o rótulo de celebridade. A intérprete da egoísta Leila, de "Amor à vida", tomou um choque ao chegar de Curitiba, onde fez faculdade de artes cênicas, no Rio de Janeiro. "Eu sempre andava de qualquer jeito. Hoje, preciso me policiar um pouco. O bom mesmo da fama é o reconhecimento do público. É muito legal um grande número de pessoas ter acesso ao seu trabalho", valoriza. Com a trama caminhando para a sua reta final - o último capítulo vai ao ar no dia 31 dia de janeiro -, a atriz não acredita em redenção para a sua personagem após uma sucessão de armações. "Ela é aquele tipo de vilã que se ferra no final para se redimir. A Leila não tem consciência das maldades que faz. Essa é a primeira vilã que faço que não tem o menor senso crítica", explica ela, que está em sua terceira novela de Walcyr Carrasco. Ela trabalhou em "Alma gêmea'' e ''Caras & bocas". Após o fim da trama, Fernanda planeja dar um tempo da TV e se dedicar ao cinema.


BATIZADA

Aguinaldo Silva definiu como "Falso brilhante" o título provisório de sua próxima novela. A trama tem estreia prevista para agosto do ano que vem e irá substituir "Em família", de Manoel Carlos. Com o texto do seriado "Doctor Pri" finalizado, o autor se dedica à sinopse do folhetim. A trama contará a história de um homem pobre que fica rico, no fim da década de 1980. Inicialmente, o protagonista iria enriquecer em Serra Pelada. No entanto, como a Globo irá exibir o filme homônimo no formato de microssérie em janeiro, o autor irá mudar o local.


MÃOS À OBRA

Depois do recesso por conta das festas de final de ano, os trabalhos de boa parte do elenco da terceira fase de "Em família" começam no próximo dia 2 de janeiro. Até agora, apenas personagens das duas primeiras fases haviam gravado. Recentemente, Gabriel Braga Nunes, Helena Ranaldi, Bruna Marquezine, Bruno Gissoni, Erika Januza, Sacha Bali e Roberta Almeida estiveram envolvidos nas gravações em Viena, na Áustria. O folhetim escrito por Manoel Carlos tem estreia prevista para 3 de fevereiro.


MISCELÂNEA

Apesar do elenco de primeira linha com Murilo Benício e Patrícia Pilar, José Villamarim fez questão de lançar novos rostos em "Amores roubados", minissérie que estreia no dia 6 de janeiro. O diretor buscou misturar atores consagrados com profissionais do Nordeste para incentivar a prosódia, a angústia, a felicidade e a vivência local para toda a equipe. "A mistura de atores consagrados com esses novos talentos, convivendo, fazendo laboratório e passando uma temporada de imersão no sertão, gera uma maneira de interpretar mais realista que eu chamo de interpretação documental", afirma.


DOBRADINHA

Atualmente à frente dos trabalhos de "Malhação", Vinícius Coimbra já tem novos projetos na Globo após a trama infantojuvenil. Ele irá assumir a direção geral da próximo folhetim de Gilberto Braga com previsão de estreia para 2015. O diretor seguirá trabalhando com Dennis Carvalho, diretor de núcleo. Os dois estiveram juntos em "Insensato coração", "Lado a lado" e na atual temporada de ''Malhação".


EM ALTA

O tradicional show de Roberto Carlos na Globo registrou expressivos índices de audiência. O especial "40 anos. Juntos", uma homenagem às quatro décadas de parceria entre o cantor e a emissora carioca, alcançou 26 pontos no Ibope, desempenho que é superior a praticamente todos os programas exibidos na faixa especial do canal no decorrer deste ano.


RÁPIDAS

# Nesta sexta, a RedeTV! exibe a ''Retrospectiva jornalismo'' apresentada por Cláudia Barthel e Eduardo Campos.

# Amanhã, a Globo transmite, com pelo menos 30 minutos de atraso, a revanche de Anderson Silva contra Chris Weidman no UFC.


FOI BEM

A segunda temporada de "The voice Brasil". Após a troca de horário, o programa atingiu ares de produção de primeira linha e se mostra firme na grade para o próximo ano.


FOI MAL

Os diálogos sem noção de "Amor à vida". Completamente desnecessária a conversa entre Félix e Jonathan, interpretados por Mateus Solano e Thalles, respectivamente. Na cena, pai ensinava ao filho como beijar na boca.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?