Publicidade

13 de Março de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

LADO B

Os cabelos louros e as constantes mocinhas na TV de JULIANA SILVEIRA instigaram Cristianne Fridman a tirá-la de sua "zona de conforto". Escalada para "Vitória", próxima novela da Record, a atriz dará vida a Priscila, líder de um grupo neonazista. E foi justamente o perfil "boazinha" de Juliana que atraiu a atenção da autora. "É uma espécie de lobo em pele de cordeiro. Apesar de ser uma personagem mergulhada em um universo de ações violentas, é uma mulher elegante, culta, cuja aparência não indica a conduta de uma neonazista", explica Cristianne. Na história, Priscila tem doutorado em história, é dona de uma escola particular e utiliza de extrema violência para impor sua ideologia neonazista. A ideia de abordar essa temática surgiu após a autora perceber o aumento das vítimas desses grupos que atuam contra gays, negros e nordestinos. "Isso é inaceitável. Não há ideologia no mundo que justifique estes atos criminosos", defende. Esta é a segunda vez que Juliana trabalha sob o texto da autora. Ela também esteve em "Chamas da vida", de 2008. Segundo Cristianne, se cercar de uma equipe conhecida facilita bastante o andamento do folhetim. No entanto, ela acredita que sempre possa ser surpreendida. "Novela é um diálogo constante da autora com seu diretor, elenco e telespectadores. A vida vai acontecendo, e as trocas são enriquecedoras e influenciam no texto", afirma.


TROCA-TROCA

Os produtores de elenco de "Vitória", próxima novela da Record, estão tendo trabalho dobrado para cobrir a vaga de Giselle Itié, que deixou o folhetim e interpretaria a veterinária Renata. Inicialmente, Rafaela Mandelli tinha sido escalada para substituir a atriz, mas ela voltou para o papel de Sabrina, filha do delegado corrupto Ramiro Pessoa, de Jonas Bloch. Maytê Piragibe irá assumir a personagem que era de Giselle Itié. Na história de Cristianne Fdridman, Renata é uma mulher apaixonada por cavalos e viverá um drama com sua mãe Zuzu, interpretada por Lucinha Lins, que sofrerá com o Alzheimer. Embora seja uma filha amorosa, vai acabar cometendo "impaciências" com a mãe por não saber suportar e lidar com a doença.


SEM PERDER O RITMO

Aguinaldo Silva trabalha em ritmo acelerado no texto de sua próxima novela, "Falso brilhante". O autor já tem os cinco primeiros capítulos prontos. Atualmente, além de escrever, Aguinaldo tem encontros periódicos com seus colaboradores. O time inclui nomes como Márcia Prates, Nelson Nadotti, Zé Dassilva, Renata Dias Gomes, Rodrigo Ribeiro, Maurício Gyboski, Megg Santos, Brunno Pires e o pesquisador Lucas Nobre. A trama tem estreia prevista para o segundo semestre.


FORA DE CENA

Escalado para "Falso brilhante", Alexandre Nero já teve a morte de seu personagem definida em "Além do horizonte". Atualmente vivendo Hermes, o vilão sairá de cena após morrer afogado na areia movediça no meio da floresta. Nero irá deixar o folhetim de Marcos Berstein e Carlos Gregório antes do previsto para se dedicar ao período de preparação para o protagonista da próxima novela das nove.


FUNDO DO BAÚ

Para formar o time de famosos do "reality show" "Aprendiz celebridades", a Record puxou alguns nomes do passado. O cantor e ícone dos anos 1980 Nahim está confirmado como um dos participantes do programa comandado por Roberto Justus. Durante a gravação, ele ficará confinado em um hotel com os outros integrantes, realizará as tarefas anunciadas por Justus e enfrentará também a temida sala de reunião. A nova temporada contará com a participação de personalidades famosas de diversos segmentos. A produção tem estreia prevista para abril.


DE VOLTA

Regina Casé voltou ao Projac, complexo de estúdios da Globo, localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro, para gravar a nova temporada do "Esquenta!". Este ano, a produção voltará com novo cenário a partir de abril. O técnico Felipão e a "socialite" e empresária Lala Rudge são os primeiros convidados do programa. Atualmente, a produção de Regina Casé conta com o auxílio de parte da equipe de "Amor & sexo".


RÁPIDAS

# Nesta quinta, as mães e tias dos participantes do "Big brother Brasil" também farão a prova do líder junto com seus filhos e sobrinhos,

# A Record exibe, hoje, o episódio "Uma terra sem magia", da primeira temporada de "Era uma vez".

# O filme "As aparências enganam" é destaque, hoje, na "Sessão da tarde".

# No próximo dia 22, Sérgio Marone apresenta o programa "Florestabilidade" no +Globosat.


FOI BEM

O duplo desempenho de Juliana Didone como as gêmeas Leila e Maria Clara em "Pecado mortal". A atriz conseguiu marcar diferenças na atuação das personagens.


FOI MAL

O jeito infantil da personagem Clara, de Giovanna Antonelli "Em família". A atriz interpreta uma mulher casada e vivida. Por isso, não fazem sentido os momentos de adolescente durante as investidas de Marina, de Tainá Müller. Além disso, o visual com franja e as constantes jardineiras ajudam no perfil "infantiloide" da personagem.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?