Publicidade

11 de Abril de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

NOVAS JOGADAS

A Globo passa por um período de experimentação. Investir em novos autores e formatos tem sido uma prática constante da emissora. Autor de sucesso em Portugal e ex-colaborador de Aguinaldo Silva, Rui Vilhena se prepara para estrear seu primeiro folhetim solo no Brasil: ''Boogie Oogie'', próxima novela das seis. Apesar de novato no mercado brasileiro, Rui contará com diversos nomes de pesos em sua trama. Entre eles, Alessandra Negrini, que está de folga das novelas desde o fim de "Lado a lado". Na história, a atriz dará vida a Susana, que mora em Nova York e trabalha na famosa boate Estúdio 54. Após 20 anos longe do Brasil, a personagem decide retornar ao país e enfrentar sua rival, Carlota, vivida por Giulia Gam. "É um papel que vai dar muito o que falar. Vai gerar muita polêmica e dividir opiniões", prevê o autor, que comemora a escalação da atriz para o folhetim. "Ela é uma excelente profissional. Estou muito feliz que ela esteja na novela", vibra. Com previsão de estreia para o segundo semestre, a trama contará com a direção geral de Gustavo Fernandez, que atualmente comanda os trabalhos de "Além do horizonte", e o núcleo de Ricardo Waddington.


NA TERRA DO TIO SAM

A Califórnia será um cenário importante nos primeiros capítulos de "Geração Brasil", próxima novela das sete. Durante as gravações, foram usados carros de última geração, skates elétricos, bicicletas elétricas, ''drones'' e outros ''gadgets'' que compunham o universo da trama de Filipe Miguel e Izabel de Oliveira. As primeiras sequências realizadas no país incluíram uma corrida de carros velozes, as imagens iniciais da empresa de Jonas, interpretado por Murilo Benício, e do instituto de Brian, papel de Lázaro Ramos, as mansões de Jack, de Luis Carlos Mirele, e da família Parker-Marra, e a renovação de votos de casamento de Jonas e Pamela, vivida por Cláudia Abreu. ''Conseguimos estabelecer de onde o núcleo dos Marra vem. Só poderíamos começar na Califórnia porque essa família é de lá, é americana. Isso é importantíssimo até para os atores e foi fundamental para a trama'', explica Maria de Médicis, diretora geral.


PRIMEIROS MOMENTOS

Rafael Cortez começou a gravar as primeiras chamadas do seu novo programa na Record, ''Me leva contigo''. O ex-''CQC'' estará à frente de um reality show de namoro em que 30 candidatas buscam o parceiro ideal. A produção tem data de estreia prevista para o dia 9 de maio.


COPA EM NÚMEROS

Principal evento esportivo do ano, a Copa do Mundo estará na pauta de grande parte da programação da Globo. Para cobrir os passos das 32 seleções do mundial, em especial a brasileira, a emissora contará com números expressivos. Aos todo, serão 1.496 profissionais credenciados, mais de 18.900 diárias de hotel e mais de quatro mil passagens de avião para a equipe. Mais de 60 equipes estarão espalhadas transmitindo a competição em uma operação que envolve mais de 2.500 profissionais.


O RETORNO

Longe da TV desde ''Casseta & planeta - Vai fundo'', Hélio De La Peña já tem novo trabalho acertado na Globo. O ator está escalado para a série ''A segunda dama'', protagonizada por Heloísa Pérrisé. Na história, o humorista dará vida a um traficante. A produção tem estreia prevista para 15 de maio.


RÁPIDAS

# Nesta sexta, Glória Maria desbrava o pequeno Mianmar, na nova temporada do "Globo repórter".

# O "Pelo mundo", desta sexta, mostra que uma tradição francesa pode ruir. A Pont des Arts, conhecida por abrigar milhares de cadeados de casais apaixonados sobre o rio Sena, está sofrendo riscos estruturais por conta do peso dos objetos.

# Neste sábado, Mc Guimê é o convidado do ''Elas querem saber'', no ''Programa Raul Gil''.

# Amanhã, Marcos Mion estreia o quadro "Legendários na sua casa".


FOI BEM

O fim do quadro "Momentos em família", da novela de Manoel Carlos. Apesar de bem feitos e dirigidos, os vídeos não tinham muita relação com a história e quebravam uma linearidade.


FOI MAL

A pouca força de Thiago Martins, o William, na trama de ''Além do horizonte''. Desde o início da novela, o personagem não convenceu e não é responsável pelas grandes reviravoltas da história de Marcos Bernstein e Carlos Gregório, apesar de ser protagonista.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?