Publicidade

15 de Abril de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

UM BRILHO A MAIS

Após 13 anos no ar, "A grande família" chega a sua última temporada. Para marcar o fim do humorístico, ao longo do ano, diversos episódios receberão participações especiais. Convidado pelo diretor geral Luis Felipe Sá, Bruno Mazzeo interpretará um fiscal corrupto que irá complicar a vida de Agostinho, papel de Pedro Cardoso. "O convite de um amigo tem seu peso. Sem contar que o programa é um marco na história da nossa TV", afirma. Atuando como roteirista desde os 14 anos, Bruno acredita que o seriado e todos os profissionais envolvidos sejam uma referência dentro da área, apesar de não seguir a mesma linha humorística. "O Pedro Cardoso é uma referência para mim como artista desde que me entendo por gente. O programa em si não é muito próximo do que venho fazendo, mas é um gênero que eu muito admiro", explica. De folga das novelas desde o fim de "Cheias de charme", o ator não descarta a possibilidade de voltar aos folhetins. No entanto, a intensa agenda de trabalho não permite uma dedicação total ao gênero. "Novela exige uma atenção quase integral. Adoraria fazer um vilão, daqueles do Gilberto Braga ou do João Emanuel Carneiro", almeja Bruno, que irá viajar pelo país com o monólogo "Sexo, drogas e rock'n'roll".


COM CALMA

A boa repercussão de crítica e público da estreia do "Tá no ar: A TV na TV" agradou Marcius Melhem. No entanto, o humorista prefere manter os "pés no chão'' em um primeiro momento e focar nos próximos programas. Marcius garante que a produção não sofreu restrição da Globo e seguiu apenas os questionamentos éticos de seus próprios redatores. "Não nos foi colocado nenhum limite. Só tivemos liberdade e interlocução. Trabalhamos com a linha da nossa responsabilidade. O objetivo é divertir, não é ofender. Mesmo assim, brincamos com tudo. Sem restrições'', afirma ele, que divide a redação final com Marcelo Adnet.


PURA ARTE

O SBT está investindo pesado para a estreia de Otávio Mesquita. O cenário do "Okay pessoal!!!'' contará com o trabalho de Eduardo Kobra, artista conhecido por diversas intervenções urbanas em cidades como Nova York, Moscou, Los Angeles e São Paulo. O profissional e sua equipe serão responsáveis por um painel que mede aproximadamente 12 metros de comprimento por quatro metros de altura e ficará alocado atrás da bancada do apresentador. A inspiração do desenho faz parte do conceito praticado por Kobra, unir a nostalgia e modernidade por meio da releitura de uma cena antiga, neste caso um cinegrafista segurando uma câmara. ''É a primeira vez que pinto parte de um cenário fixo de um programa de televisão. É uma grande honra'', vibra.


OUTROS CAMINHOS

A TV a cabo tem se tornando a válvula de escape para diversos artistas. Sem grandes projetos na televisão aberta, Adriane Galisteu irá comandar a versão nacional do reality "Dormindo com meu estilista", no Discovery Home & Health. Além disso, a apresentadora também será embaixadora das ''Quartas de beleza'' do canal, por meio de chamadas que irão ao ar e convidarão os espectadores a assistir os diversos programas da noite. O último trabalho de Adriane na TV foi à frente do especial ''Domingo da gente", da Record.


PARCERIA

Recém-saída de ''Joia rara", Fabiula Nascimento já tem novo trabalho confirmado na Globo. A atriz está escalada para "Boogie Oogie", próxima novela das seis com previsão de estreia para o segundo semestre. Com direção de núcleo de Ricardo Waddington, este será o quarto trabalho seguido de Fabiula com o diretor. Eles estiveram juntos em "Avenida Brasil'', "O canto da Sereia" e o último folhetim das seis.


TROCA-TROCA

De folga da TV desde "Sangue bom", Rômulo Arantes Neto está escalado para "Falso brilhante", próxima novela das nove. O ator irá ocupar o papel de Klebber Toledo, que foi deslocado para outro personagem no folhetim de Aguinaldo Silva. A trama tem previsão de estreia para o início do segundo semestre.


RÁPIDAS

# Nesta terça, em "Tapas & beijos", Fátima coloca fogo no hospital onde está a mulher de Armane.

# A Record exibe, hoje, o episódio "Lacey", da segunda temporada de "Era uma vez".

# Cazé e Thaíde encaram, hoje, o "pesado"cotidiano de um presídio em "A liga".

# Hoje, o ''Coletivation'', da MTV, recebe o humorista Marcelo Marrom.


FOI BEM

A volta do "Esquenta!" à programação da Globo. Em um horário dominado por programas de auditório parecidos, a produção comandada por Regina Casé é um divertido diferencial para os domingos à tarde.


FOI MAL

A dublagem do "The ultimate fighter Brasil". A sobreposição das vozes dos lutadores Wanderlei Silva e Chael Sonnen torna o reality show artificial, cortando a adrenalina proposta pelo formato.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você leva em consideração a escolaridade do candidato na hora de votar?