Publicidade

23 de Abril de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

FOCO DA AÇÃO

O posto de protagonista de uma trama das nove pode assustar qualquer profissional. No entanto, Alexandre Nero decidiu manter a calma e tranquilidade que empenhou em seus outros papéis de destaque na TV, como o motorista Baltazar, de "Fina estampa", e o Stênio, de "Salve Jorge". Escalado para interpretar o protagonista José Alfredo de "Falso brilhante'', próximo folhetim das nove, o ator dará vida a um tipo dúbio na trama de Aguinaldo Silva. "Ele é uma espécie de anti-herói. O que é bem diferente de um vilão. Mesmo sabendo que mata as pessoas, o público torce por ele. É um personagem que sofre muito com uma desilusão amorosa", explica o ator, que precisou sair de "Além do horizonte" antes do previsto para se dedicar com mais afinco ao processo de produção do folhetim das nove. Em seu segundo trabalho assinado por Aguinaldo Silva, Nero se identifica com o texto irônico do autor e acredita que esse tom será uma das características fundamentais de seu personagem. "Acho que ele gosta de bagunçar a história, como eu. Ele gosta de se citar, por exemplo. A Teresa Cristina falava na Nazaré às vezes", afirma ele, referindo-se às personagens de Cristiane Torloni e Renata Sorrah, respectivamente.


NOVA PEGADA

As experiências entre tecnologias e novelas nem sempre foram bem-sucedidas na TV, como foi o caso de "Tempos modernos". No entanto, Filipe Miguez e Izabel de Oliveira querem se tornar a exceção à regra com ''Geração Brasil", próxima novela das sete. Apesar de ter boa parte de sua trama permeada com uma temática tecnológica, o folhetim pretende abordar como as tecnologias afetam as relações humanas e o cotidiano. "Novela é uma crônica. Tudo de interessante envolve tecnologia. O brasileiro é ligado em novidades. Somos campeões de conectividade", explica Filipe.


BOA FASE

O SBT definiu a data de estreia do "Okay pessoal!!!", apresentado por Otávio Mesquita. O programa pretende misturar cultura, tecnologia e informação durante as madrugadas. Entre as novidades, destacam-se: a volta da lendária personagem vivida por Otavio Mesquita, Tábata - que fará o papel de ''Ombudsgay'' para comentar tudo que acontece na programação da emissora e no mundo das celebridades. "O clima no SBT é de alegria. Já estive aqui em outras épocas, mas essa é especial. Uma energia jovem, bem-humorada e de união entre todos. Sem dúvida, nesses quase 30 anos de TV, este momento está sendo o mais importante em minha vida'', valoriza.


CALENDÁRIO NA MÃO

A atual temporada de "Malhação" já entrou em sua reta final. O último capítulo do folhetim infatojuvenil tem data marcada para ir ao ar no dia 11 de junho, um dia antes do início da Copa do Mundo. A nova temporada só terá início após o evento. Enquanto isso, Ana Maria e Patrícia Moretzsohn já trabalham em novos projetos para apresentar para a Globo.


NOVA VÍTIMA

A Globo pretende fazer algumas alterações na adaptação de "O rebu", próxima novela das 23h. Na versão escrita por George Moura, Bruno, papel de Daniel de Oliveira, será a grande vítima assassinada na história. Na trama, o personagem é um jovem idealista que tenta desvendar um crime com envolvidos do alto escalão. No folhetim original, a personagem vivida por Bete Mendes era morta no início da história. A produção tem estreia prevista para o dia 14 de julho.


BLINDAGEM

A Record trabalha em um esquema especial para evitar o vazamento dos eliminados do "Aprendiz celebridades". O programa é gravado com antecedência, e apenas a final é ao vivo. Em outras edições, nomes dos eliminados foram divulgados pela imprensa muito antes do fim do reality show.


RÁPIDAS

# A Record exibe, hoje, o episódio "A cura do cego de Jericó", da minissérie "Milagres de Jesus".

# Hoje, o "Coletivation", da MTV, recebe o publicitário Washington Olivetto.


FOI BEM

A transmissão da Band e da Globo de jogos da Liga dos Campeões da UEFA. O campeonato é um dos mais importantes do mundo e conta com a participação de diversos jogadores brasileiros, merecendo um olhar mais apurado do púbico e da mídia.


FOI MAL

O fraco desempenho de Helady de Araújo, o Clécio de "Pé na cova". O novato tem clara dificuldade para o encontrar o tom cômico do seriado de Miguel Falabella, sumido durante os embates com Ruço, personagem do autor.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?