Publicidade

29 de Abril de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

NO FOCO

Carro-chefe da dramaturgia da Globo, a novela das nove é uma grande oportunidade para novos atores. De olho nessa possibilidade, Jéssika Alves logo se animou com a chance de interpretar a recatada Guiomar de "Em família". Após mais de dois meses de folhetim no ar, a atriz começa a sentir a repercussão de estar no horário nobre da televisão. "Todo mundo vê. Não tem como passar despercebido. Antes, as pessoas olhavam como se me reconhecessem, mas não ligavam. Hoje, onde vou o público comenta", explica a atriz, que estava de folga dos folhetins desde o fim de "Amor eterno amor" e se dedicava ao teatro. ''O palco é o lugar de resgate do ator. Gosto muito do processo teatral e o fato de me redescobrir a cada apresentação. É bom para respirar do ritmo louco da TV", completa. Na trama, a personagem de Jéssika é a principal aliada de Juliana, papel de Vanessa Gerbeli, em sua obsessão por ser mãe e conseguir a guarda da filha de Gorete, interpretada por Carol Macedo. "A história está bem aquecida. Tem um conflito muito grande. As pessoas sempre me perguntam qual é a da Guiomar e o que ela vai fazer", ressalta.


RITMO ACELERADO

Mesmo em sua última semana, "Além do horizonte" não se livrou do atraso nas gravações e da pouca frente de capítulos. O elenco do folhetim de Marcos Berstein e Carlos Gregório está trabalhando nos finais de semana e feriados para concluir a trama na próxima sexta, dia 2. O mesmo problema acontece com "Em família". A história de Manoel Carlos também está sofrendo com algumas mudanças no roteiro e chega a ter atores chamados às pressas para gravações.


VIDA QUE SEGUE

Rodrigo Phavanello começou a gravar suas primeiras cenas da próxima novela da Record, "Vitória". O ator irá substituir Dado Dolabella na formação do triângulo principal composto por Thaís Melchior e Bruno Ferrari, que vivem Diana e Arthur. Na história, ele será Rafael, um advogado criminalista. O personagem de Dado ficará durante os sete primeiros capítulos do folhetim de Cristianne Fridman.


DE VOLTA

Aos poucos, Ana Hickmann vai retomando sua rotina profissional após dar à luz seu primeiro filho. A apresentadora do ''Programa da tarde" voltou ao trabalho na última segunda, dia 28. Inicialmente, a ex-modelo não participará das produções ao vivo. A loura ganhará um quadro sobre maternidade, onde entrevistará mães anônimas e famosas.


NA MESMA

Cercado de novidades e com uma alta dosagem de tecnologia, o novo "Fantástico" não empolgou na audiência. O jornalístico alcançou 16,5 pontos de média. O número é inferior ao registrado no último domingo, antes do feriado, quando registrou 18 pontos.


SÓ NO GOGÓ

Nem só para descobrir novos talentos da música serve o "The voice Brasil". A cantora Jullie, que participou da segunda edição do reality show musical, está escalada para a próxima temporada de "Malhação". Ela, que ficou conhecida por interpretar a música ''Gasolina'' na competição, já fez uma ponta na novela infantojuvenil em 2011. A próxima temporada terá a música como uma das principais temáticas. Inclusive, o folhetim contará com a formação de uma banda.


RÁPIDAS

Nesta terça, em "Tapas & beijos", uma mesa de sinuca provocará a discórdia entre os casais.

Hoje, em "Pé na cova", Ruço planeja visitar Darlene no seu aniversário.

Roberto Justus comanda mais uma demissão no "Aprendiz celebridades'' desta terça.


FOI BEM

A pluralidade do "Troféu imprensa", do SBT. O prêmio comandado por Silvio Santos é um dos poucos - senão o único - que prestigiam todas as emissoras de televisão.


FOI MAL

A mudança abrupta de regras na votação do "Superstar". Na última noite de seleção, as bandas precisavam ter aprovação maior de 70% da aprovação popular e passar por um "ranking" com outros grupos. Diferente do que ocorria nos outros domingos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?