Publicidade

30 de Abril de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

CALEIDOSCÓPIO ARTÍSTICO

A sensação de viver várias vidas em uma só motiva Juliana Boller. Aos 27 anos, a atriz faz questão de buscar uma alta versatilidade em seus trabalhos. Depois de interpretar a sofrida Mara na minissérie "José do Egito", da Record, a jovem natural de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, encontrou na alegre Bianca, de "Falso brilhante", a chance de dar vida a uma personagem sem grandes dramas emocionais. "É bom poder variar e experimentar diferentes sensações. Com a Mara, eu chorava muito em cena. A Bianca é bem mais jovial, com vontade de viver e muito estudiosa", explica. No próximo folhetim das nove, a personagem de Juliana será filha de Claudio e Beatriz, interpretados por José Mayer e Suzy Rêgo. No entanto, a família passará por um momento de turbulência quando for revelado que Claudio é homossexual. "Ainda não chegamos a essa parte da trama. É tudo muito recente. Mas, com certeza, isso terá uma grande influência sobre toda a família", despista. Para compor a personagem, Juliana iniciou uma série de ''workshops'' e leituras de texto no Projac, complexo de estúdios da Globo, localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. "Estamos buscando um entrosamento como família e temos nos ajudado bastante. Mandei uma matéria para o Zé Mayer que achei que seria interessante para a preparação dele", afirma.


PAIXÃO ANTIGA

A ideia de trabalhar com Heloísa Pérrissé era desejo antigo de Wolf Maia. Após se dedicar a trabalhos extensos, como ''Amor à vida", o diretor estava em busca de produções menores e cômicas. Não foi à toa que "Segunda dama" tornou-se o projeto ideal. "Quando ficou estabelecido um formato de seriados curtos, em torno de oito a dez capítulos, 'Segunda dama' surgiu ainda com mais força porque, entre todos, talvez fosse o único com uma textura cômica'', explica o diretor, que garante que a produção não seguirá uma linha de humor caricato.''Não é uma comédia rasgada, tem seu lado dramático também, mas com um tempo de comédia muito interessante'', completa. A produção tem estreia prevista para o dia 15 de maio.


DE OLHO NO RELÓGIO

O principal lema nos bastidores de "Pecado mortal" é "correr contra o tempo". A novela de Carlos Lombardi passa por um período de poucas frentes de capítulos. Cenas gravadas na última segunda, dia 28, têm previsão para ir ao ar nesta quarta, dia 30, por exemplo. O folhetim deve terminar entre o final de maio e começo de junho.


ESPECIAIS

O SBT não deixará passar em branco os 60 anos de carreira de Carlos Alberto de Nóbrega, sendo 27 deles na emissora de Silvio Santos. A partir da próxima quinta, dia 1º, o humorista vai receber em seu banco do "A praça é nossa" pessoas que marcaram sua história, como Ratinho, Celso Portiolli, Eliana, Tom Cavalcante, entre outros.


NOVA ROUPAGEM

É bastante comum que atores voltem a participar de ''Malhação" com novos personagens. E este será o caso de Sérgio Marone. O ator, que protagonizou o folhetim infantojuvenil em 2003, participará da nova temporada com estreia prevista para julho, após a Copa do Mundo. O último trabalho de Sérgio foi na novela "Morde & assopra".


MEIO ARTÍSTICO

O Multishow deu início aos trabalhos da nova temporada do "Vai que cola". O cantor Luan Santana e a funkeira Valesca Popozuda serão convidados especiais da próxima leva de episódios do seriado, que tem estreia prevista para outubro. Os dois, inclusive, já gravaram suas participações.


RÁPIDAS

# Em Belo Horizonte, o "Dia dia" apresenta, hoje, o bar frequentado por mineiros ilustres, como a banda Skank e o cantor Milton Nascimento.

# Amanhã, a novela ''Chiquititas, do SBT, ganha um novo personagem, o esperto Samuca, interpretado por Donato Veríssimo.


FOI BEM

O novo cenário do "Jornal Hoje''. Funciona melhor com a proposta mais leve da produção e abre espaço para a dupla de apresentadores, Evaristo Costa e Sandra Annenberg, ganhar mais naturalidade.


FOI MAL

A falta de repercussão das partidas da Liga dos Campeões transmitidas pela Globo. Após o término dos jogos, a emissora não mostra as opiniões dos jogadores e técnicos. Se o canal está disposto a exibir a competição internacional, deveria fazer a cobertura completa.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?