Publicidade

10 de Maio de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

MAIS CORES

Os últimos trabalhos de Andreia Horta na TV foram densos. Em "A teia", como a ex-prostituta Celeste, e em "Sangue bom", como a acamada Simone, a atriz precisou carregar certas doses de drama para contar a história de suas personagens. Escalada para interpretar a designer de joias Maria Clara, em "Falso brilhante", próxima novela das nove, ela se prepara para viver tons mais neutros. "Ela é bem-nascida, bem-criada, bem-sucedida. Tem uma relação de altos e baixos com a família, como a maioria das pessoas", esclarece, aos risos. Mas nem só de cores claras vai viver sua personagem. Na novela de Aguinaldo Silva, que tem previsão de estreia para 4 de agosto, Maria Clara será largada no altar por Enrico, de Joaquim Lopes. "O cara não aparecer no dia do casamento é complicado. A cabeça fica meio maluca", adianta. No entanto, o "luto" não deve durar muito tempo. Maria Clara também se envolverá com o cozinheiro Vicente, interpretado por Rafael Cardoso. "Não sei se vai rolar uma troca definitiva. Ainda estou conhecendo melhor a trama", revela.


BOLA CHEIA

Com projetos na TV fechada, no cinema, na internet e no teatro, Fábio Porchat garante que não está pensando em mirar também na TV aberta. Recentemente apontado como a próxima contratação do SBT, o humorista desconversa. "Teriam que, primeiro, rescindir meu contrato com o Multishow, que vai até o ano que vem", diz. Com o fim das gravações do "Tudo pela audiência", programa que apresenta ao lado de Tatá Werneck no canal a cabo, Porchat se dedica agora à gravação do longa "Entre abelhas", escrito por ele e por Ian SBF, diretor do canal on-line Porta dos Fundos.


SEM CHANCE

De olho no assédio da concorrência, o SBT está "blindando" de todas as formas os nomes de destaque de seu "casting". Depois de quase perder Jean Paulo Campos, o Cirilo de "Carrossel", para a Record. A "bola da vez" agora é a controversa Rachel Sheherazade. Dias após se espalhar a notícia de um almoço da âncora do SBT Brasil com a direção da Band, a emissora de Silvio Santos anuncia a renovação de contrato da jornalista. Se nenhum imprevisto acontecer, a impetuosa Rachel ficará no SBT pelos próximos quatro anos.


FOI BEM

Para "Tá no ar: A TV na TV". No ar há cinco semanas, o programa de Marcelo Adnet e Marcius Melhem tem consistência, personalidade, humor e boa dosagem entre quadros fixos e novidades.


FOI MAL

Para "O caçador". Apesar da atuação afinada de Cauã Reymond, as histórias em que o caçador de recompensas André se coloca soam sempre pouco críveis e muito fantasiosas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?