Publicidade

19 de Junho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

NA FLOR DA IDADE

Aos 24 anos, Yanna Lavigne apresenta a animação e a energia próprias da idade. Ainda nos trabalhos finais de "Além do horizonte", a atriz foi convidada para participar da série "Dupla identidade'', de Gloria Perez, que tem estreia prevista para setembro. Com apenas algumas semanas entre os dois projetos, Yanna não hesitou em aceitar o convite do diretor Mauro Mendonça Filho e da autora. "Estou na idade de trabalhar. Quero renovar meus conhecimentos, fazer os mais variados workshops. Sempre que acaba um trabalho fico com saudades daquela rotina atribulada", explica. Na história, a atriz interpretará a modelo Mariana, que carrega um mistério muito forte dentro do enredo da produção policial. "Ao longo da história, o público vai descobrir que ela é muito mais do que uma simples modelo", despista. Filha de japonês com uma baiana, a jovem nascida em Osasco, São Paulo, pretende levar para a personagem algumas referências do tempo em que atuou como modelo, morando, inclusive, no Japão. "São alguns conhecimentos que podem ajudar a compor. Trazer essa energia dos meus tempos de passarela só agrega", ressalta. Em seu segundo trabalho com a autora - ela participou de "Salve Jorge" -, Yanna acredita que o projeto é a oportunidade ideal para se aproximar da linguagem cinematográfica. "A Gloria é uma grande autora e admiro muito. A chance de conhecer essa estética de cinema voltada para TV é ótima", vibra.


NA COZINHA

A Band começou a divulgar as primeiras chamadas do "MasterChef", o novo reality show de culinária da emissora. O projeto será apresentado por Ana Paula Padrão. A produção tem estreia prevista para depois da Copa do Mundo. Além da competição, a jornalista também irá participar da cobertura das eleições 2014.


INSISTÊNCIA

A Globo pretende vencer Ana Paula Arósio no cansaço. A atriz, que está afastada da televisão desde que deixou o elenco de "Insensato coração", em 2011, está nos planos da equipe de "Lady Marizete", nova novela de Alcides Nogueira e Mário Teixeira, que tem estreia prevista para o ano que vem. Os autores querem a atriz no papel da vilã Soraia.


DE ÚLTIMA GERAÇÃO

A nova temporada de ''Malhação'' recebeu atenção especial dos executivos da Globo para alavancar os índices de audiência. Na nova fase escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, o folhetim contará com o auxílio de câmaras F35, equipamento utilizado em produções cinematográficas. ''Os autores têm essa formação no cinema e uma visão de texto que pede o uso desse equipamento. Vai aproximar a série desse universo. Não se usa tantas palavras para escrever as cenas, a ideia é que a imagem cumpra esse papel de trazer sensações boas'', planeja José Alvarenga Jr, diretor de núcleo da trama.


SEM ALTERAÇÕES

A próxima temporada do ''Vai que cola'' pretende seguir o lema ''em time que está ganhando não se mexe''. Por isso, os diretores César Rodrigues e João Camargo não farão mudanças ousadas na segunda temporada do humorístico. ''Vamos tentar manter o que o projeto tem de melhor. Os personagens caíram no gosto popular. Mas vamos investir em novas surpresas e personagens, por exemplo'', explica César Rodrigues.


FORÇA TOTAL

A equipe de ''Geração Brasil'' não terá descanso durante o período que permanecer fora do ar. A diretora de núcleo, Denise Saraceni, quer aproveitar o tempo de pausa da novela para abrir frente de capítulos. Inclusive, a Globo pretende intensificar e relançar o folhetim de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira após a Copa do Mundo. A partir de 23 de junho, a trama volta à sua programação normal.


FOI BEM

A dupla formada por Tomás Sampaio e Geytsa Garcia, que interpretam Serelepe e Pituca, respectivamente, em ''Meu pedacinho de chão''. Ambos apresentam bastante carisma e entrosamento em cena. Em papéis importantes dentro da trama, os dois conseguem conduzir a história com serenidade.


FOI MAL

A falta de profundidade do núcleo da terceira idade na novela "Em família". A proposta de abordar os maus tratos em um asilo a partir da personagem Miss Lauren, papel de Betty Gofman, foi esquecida pelo autor, desperdiçando grandes atores, como Paulo José.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?