Publicidade

24 de Junho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

INVASÃO DE CAMPO

O cinema é uma parte latente da carreira de Bárbara Paz. Apesar dos trabalhos de destaque na TV, como em "Viver a vida" e "Amor à vida", a atriz faz questão de manter um equilíbrio entre a sétima arte e o mainstream da televisão. E, inclusive, sua participação na série "O caçador" como a misteriosa Thaís é a oportunidade ideal para mesclar as duas linguagens artísticas. "O cinema é a minha 'menina dos olhos'. Sinto que cada vez mais o cinema vai invadir a TV. O público quer isso. Nossa missão como criadores é tornar cada vez mais acessível a qualidade e o conteúdo dos programas'', explica. Na história, Bárbara vive uma mulher misteriosa que está em um restaurante quando um grupo de assaltantes invade o local e faz todos de reféns. Apesar da curta participação, a atriz não abriu mão de um processo de composição para a personagem. "Ela é uma mulher misteriosa e tem seus segredos. Então seus olhares não entregam o que pensa, mas falam de alguma maneira que ela esconde alguma coisa. Tem uma linguagem cinematográfica, com gestos pequenos e certeiros", ressalta Bárbara, que integrou o elenco de "Força-tarefa", seriado que também contou com a direção de José Alvarenga Jr. "O projeto é muito bem escrito, com uma fotografia impecável, uma direção primorosa e atuações memoráveis", valoriza.


PELO BRASIL

O elenco de "Império" está fazendo uma viagem pelos mais diversos cantos do Brasil para gravar as primeiras cenas da próxima novela das nove. Atualmente, a equipe de Rogério Gomes está em Socorro, interior de São Paulo, realizando sequências na Gruta dos Anjos. Alexandre Nero, que vive o comendador José Alfredo, é um dos atores que viajou para o local. A trama escrita por Aguinaldo Silva tem estreia prevista para o dia 21 de julho.


TUDO NOVO DE NOVO

Com o fim das pílulas da Copa do Mundo, a novela ''Geração Brasil'' será relançada, e alguns personagens terão suas tramas alteradas. Luene, interpretada por Ana Terra Blanco, será reprogramada por Brian, papel de Lázaro Ramos, e se tornará uma mulher inteligente e produtiva. No entanto, a funkeira não abrirá mão de Davi, de Humberto Carrão.


FOI BEM

O amadurecimento cênico de Reynaldo Gianecchini, o Cadu da novela "Em família". Após uma estreia duvidosa em "Laços de família", o ator se mostra seguro ao encarnar um papel naturalista e com maior densidade dramática.


FOI MAL

A presença do elenco da Globo na plateia do "Superstar". Os atores e atrizes da emissora desviam o principal objetivo do programa: conhecer uma nova banda do cenário musical brasileiro. O foco deve ser nas bandas concorrentes e não no casting do canal.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?