Publicidade

02 de Julho de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

DE BEM COM A VIDA

Igor Angelkorte vive um momento de descobrimento da TV. Após estrear em "Além do horizonte", o ator não perdeu tempo em buscar novas experiências na área. Por isso, ainda durante as gravações do folhetim das sete, fez testes para ''Dupla identidade", nova série policial da Globo, para aumentar seu campo de atuação cada vez mais. "O artista deve ser sempre plural. Quero me aventurar nas mais diversas plataformas. Gosto de ter o leque aberto e experimentar outras vertentes. Não quero me amarrar", explica. Na série de Gloria Perez, ele vive Ivan, o amigo do serial killer Edu, interpretado por Bruno Gagliasso. Sem saber da veia assassina do protagonista, o personagem de Igor será uma das vítimas de Edu. "Ele não desconfia de nada. Esse é o grande mote da série, mostrar essa ambiguidade, como essas pessoas têm extremo carisma e passam despercebidas", afirma. Depois de dar vida a um tipo cômico na trama de Carlos Gregório e Carlos Bernstein, o ator gosta de voltar aos personagens mais densos e complexos, semelhantes aos que interpreta no teatro. "O Marcelo me marcou muito. Era muito caricato. Tem gente que acha que eu sou como ele até hoje. É bom para mostrar outra face", vibra.


CORPO DE CAMPEÃO

Thiago Martins ainda nem estreou na primeira fase de ''Império'', próxima novela das nove, e já começou a se preparar para o novo folhetim de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, que tem previsão de ir ao ar em 2015. Ainda no início dos trabalhos, o ator já sabe que dará vida a um atleta, por isso está buscando aprimorar sua forma física. "Estou fazendo crossfit e circuito. Tenho de estar muito bem fisicamente", explica ele, que atuou em "Insensato coração". "Gilberto me deu uma grande oportunidade em um momento difícil da minha vida. Quero fazer meu melhor agora", completa.


SONORAS

Com a música como uma das principais temáticas da nova fase de "Malhação", a equipe da novela buscou compor sua trilha sonora com o máximo de cuidado. ''Montamos em cima da sinopse e das características de cada personagem. Buscamos entender o sonho de cada um para ambientar com as músicas escolhidas'', explica Rogério Vaz, produtor musical, que optou pelos mais diversos estilos musicais. "Não temos um estilo predominante, mas a trilha tem bastante novidade de diversos estilos e músicas do momento'', completa. O folhetim adolescente tem estreia marcada para o dia 14 de julho.


HORA DE CRESCER

Conhecida pelos papéis infantis, Carla Diaz terá a oportunidade de encarar um trabalho polêmico e denso na série "Plano alto", da Record. Na trama de Marcílio Moraes, ela será Lucrécia, uma estudante de jornalismo que, durante a adolescência, sofreu abusos sexuais por parte de um político de sua cidade. No entanto, o caso nunca veio à tona porque seus pais aceitaram encobrir o crime em troca de favores políticos. A produção, que contará com 12 episódios, tem estreia prevista para agosto.


SUBSTITUIÇÃO

Laura Cardoso irá substituir Joana Fomm em "Boogie Oogie", próxima novela das seis. Recentemente, a atriz fez uma participação na série "Segunda sama", protagonizada por Heloísa Pérrisé. Escrita por Rui Vilhena, o folhetim tem estreia prevista para o dia 4 de agosto e terá a direção geral de Gustavo Fernandez e núcleo de Ricardo Waddington.


NOME NA LISTA

João Emanuel Carneiro contará com nomes de peso em seu próximo trabalho. Mateus Solano foi reservado para o folhetim do autor, que tem estreia prevista para o segundo semestre de 2015. O último trabalho do ator foi em "Amor à vida" como o vilão Félix. A trama marca a estreia de Amora Mautner na direção de núcleo.


RÁPIDAS

# Nesta quarta, o GNT exibe o último episódio da série "Questão de família".

# Hoje, o "Arquivo N", da Globo News, faz uma homenagem ao jogador Mané Garrincha.

# A Record reprisa, hoje, o episódio ''O endemoniado de Gerasa'', da minissérie "Milagres de Jesus".

# Amanhã, em "Segunda dama", Paulo Hélio pega Analu e Kaíke em flagrante e resolve dar um basta nas artimanhas da esposa.


FOI BEM

A espontaneidade de Gabriel Palhares, o Tomás de "Geração Brasil". Diferentemente de outras crianças, o ator é bastante natural em cena e não aparenta ter decorado suas falas.


FOI MAL

A cafonice da trilha sonora de "Vitória", da Record. A novela não conta com músicas que empolguem o público e possam envolvê-lo na história de Cristianne Fridman. Pelo contrário, a produção musical escolheu as canções mais piegas para embalar o casal de protagonistas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?