Publicidade

06 de Março de 2014 - 06:00

Compartilhar
 

SEM RUMO

O caráter aberto das tramas das novelas favorece diversas mudanças ao longo dos capítulos. E foi justamente a possibilidade de uma virada na história que chamou a atenção de Elisa Pinheiro para ''Geração Brasil'', próxima novela das sete, que estreia em maio. Na trama de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, a atriz vive a despreocupada Lara. "É uma personagem que dá muito pano para manga. Tem uma perspectiva de mudança. Acredito que tenha uma trama que possa se desenvolver bem com profundidade. Isso é muito atraente em termos profissionais", afirma. Na história, Lara é irmã de Ernesto, vivido por Felipe Abib. Sem estudar ou trabalhar, a jovem foi mãe ainda na adolescência e vive reclamando das adversidades da vida. "Ela vive uma adolescência tardia. É meio perdida na vida. Mas ela não é só uma personagem cômica. Também tem uns conflitos interessantes", ressalta a atriz, que se identifica com a comédia em seus trabalhos. "Sempre tendo para um papel com mais humor. É um gênero que gosto muito", completa. Para compor a personagem, Elisa tem conversado bastante com a direção e a dupla de autores. "Fizemos algumas leituras todos juntos. É uma personagem que exige um pouco de pesquisa. É uma geração muito presente atualmente, pessoas que estão tentando encontrar um caminho", ressalta.


PELA CIDADE

A estreia de Danilo Gentili é uma das principais apostas do SBT para a sua programação de 2014. Por isso, a emissora de Silvio Santos não poupa esforços na divulgação do ''The noite", que vai ao ar no dia 10 de março. Entre os dias 6 e 8 de março, caminhões de mudança - totalmente ''envelopados'' com comunicação especial do programa - irão tomar as ruas de São Paulo, reforçando que o apresentador agora está de casa nova.


DE SAÍDA

Antes do início da nova temporada, o ''CQC'' já sofre com sua primeira baixa. Fred Melo Paiva optou por não participar do programa comandado por Marcelo Tas como novo repórter. O jornalista recusou a proposta da Band para dar segmento à sua produção "O infiltrado", do canal a cabo The History Channel. O programa retorna das férias a partir do próximo dia 17.


TUDO NOVO DE NOVO

Em sua 14ª edição, o "Big brother Brasil'' busca cada vez mais inovar para sair da mesmice. Por isso, Boninho, diretor de núcleo do "reality show", anunciou que oito ex-participantes de outras edições irão entrar na casa e formar duplas até a final do programa.


CURRÍCULO NA MÃO

Beth Szafir é o novo nome confirmado no reality-show' "Aprendiz celebridades", comandado por Roberto Justus. A empresária é destaque na alta sociedade paulistana e mãe do ator Luciano Szafir. Durante a gravação, ficará confinada em um hotel com os outros integrantes, realizará as tarefas anunciadas por Justus e enfrentará também a temida sala de reunião. O programa tem estreia prevista para abril.


SEM SORTE

Gloria Perez sofreu mais uma perda em sua nova série policial para a Globo, "Dupla identidade". Após a saída de Amora Mautner, a autora não contará com Morena Baccarin para protagonizar a produção. A atriz de Hollywood chegou a acenar a possibilidade de vir para o Brasil durante as gravações. No entanto, após analisar o convite, ela declinou para se dedicar apenas a um novo seriado da ABC.


RÁPIDAS

# Nesta quinta, o ''Conexão repórter'' exibe a investigação exclusiva "O Expresso dos indesejados".

# Hoje, ''A praça é nossa'' recebe o elenco do novo programa ''Arena SBT''.

# A Record exibe hoje o episódio "O Homem do estábulo", da primeira temporada de "Era uma vez".

Foi bem

A dupla formada por Marcelo Médici e Luana Martau, o Joel e a Cléo de "Joia rara''. Os dois protagonizam bons momentos juntos e apresentam excelente entrosamento em cena.


FOI MAL

As pautas batidas e sem criatividade de carnaval. Cuidados com os exageros da folia e amores de Carnaval foram os assuntos que dominaram boa parte das programações das emissoras.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?