Publicidade

31 de Dezembro de 2013 - 07:00

Compartilhar
 
Espetáculo da trupe canadense é inspirado na obra "A tempestade", de Shakespeare
Espetáculo da trupe canadense é inspirado na obra "A tempestade", de Shakespeare

'Cirque du Soleil: Amaluna'

No espetáculo do grupo circense canadense, "Amaluna", o público é levado a mergulhar em misteriosa ilha governada por deusas que se guiam pelos ciclos da lua. A rainha, Prospera, é a mestre de cerimônia no ritual que aborda feminilidade, renovação, renascimento e equilíbrio. Na esteira de uma tempestade causada pela rainha, um grupo de jovens cai na ilha, provocando uma épica história emocional de amor entre a filha de Prospera e um jovem pretendente valente. O amor é posto à prova, e o casal precisa enfrentar inúmeros testes exigentes, superando contratempos assustadores, para que possam alcançar a confiança mútua, a fé e a harmonia. A montagem da trupe, cuja direção é da americana Diane Paulus, inspira-se na obra teatral "A tempestade", de Shakespeare, relacionando amor e fantasia em um espetáculo repleto de referências mitológicas. HBO, meia-noite

"Cirque du Soleil: Amaluna", Canadá, 2012. Direção Diane Paulus. Musical, cor, 52 min.


O AMOR NÃO TIRA FÉRIAS

Iris Simpkins escreve uma coluna sobre casamento bastante conhecida no "Daily Telegraph", de Londres. Apaixonada por Jasper, ela descobre que ele está prestes a se casar com outra. Bem longe dali, em Los Angeles, Amanda Woods, dona de uma próspera agência de publicidade especializada na produção de trailers de filmes, descobre que seu namorado Ethan não tem sido fiel. A americana, então, procura na internet um site especializado em intercâmbio de casas, entra em contato com Iris e combina a troca. Logo a mudança traz reflexões na vida amorosa de ambas, com Iris conhecendo Miles, um compositor de cinema que trabalha com Ethan, e Amanda se envolvendo com Graham, irmão de Iris. Record, 21h30

"The holiday", EUA, 2006. Direção Nancy Meyers. Com Cameron Diaz, Kate Winslet e Jude Law. Comédia, cor, 138 min.


SÓ DEUS SABE

Dolores é uma brasileira que vive em San Diego. Quando viaja a Tijuana, conhece Dámian, um jornalista mexicano que, por acaso, acaba ficando com seu passaporte. Presa no México, Dámian é o único com quem ela pode contar. Por conta disso, um inesperado sentimento surge entre os dois. Telecine Touch, 19h50

"Sólo Dios sabe", Brasil/México, 2006. Direção Carlos Bolado. Com Alice Braga, Chica Xavier e Diego Luna. Drama, cor, 130 min.


Uma resolução de ano novo que deu certo

Não. Talita Scoralick não comprou roupas novas para conhecer Fátima Bernardes. Usou o que tinha no guarda-roupa, confirmando o sucesso de sua resolução criada no fim de 2012 e executada a partir do primeiro dia desse ano: não comprar roupas sapatos, bolsas e assessórios durante um ano. Convidada do "Encontro com Fátima Bernardes" desta terça, a blogueira de moda de Juiz de Fora diz ter ficado indecisa na hora de escolher o look para o programa. "Quando me disseram que era para ir com uma roupa que eu passaria o Réveillon ficou mais fácil", conta.

Com um vestido branco, blazer azul marinho (o "blazer de todo dia" como costuma dizer), maxi colar e sapatilha, ela revela, no terceiro bloco da atração matinal, como foram os dias de seu desafio. Segundo ela, a apresentadora a recebeu com muita simpatia. "Fiquei encantada. Por ser jornalista, conhecê-la foi uma realização muito grande. A Fátima Bernardes tem um domínio e uma postura surpreendentes", comenta.

Apesar de, durante esse ano, poder ganhar presentes, Talita não podia pedir. Por isso, acabou percebendo sua coleção com outros olhos, passíveis de inúmeras combinações. "Nesse tempo, vi que tinha muita coisa, mas sempre me vesti com as mesmas peças, sem criatividade. Foi um exercício de auto-conhecimento. Sempre gostei muito de moda, mas enxergava a área de uma forma muito consumista. Hoje vejo que a moda pode ser a expressão do sujeito, sem necessariamente se relacionar com compras", diz, para logo completar: "Antes eu ficava doida para comprar a tendência, agora estou certa de que a moda é mais atemporal do que imaginava. Consigo parar, pensar e esperar uma liquidação. Não vou comprar por impulso".

Para os curiosos, Talita revela que não há nada de que precise muito, então, as tais esperadas compras, que podem começar amanhã, dia 1º, ainda não têm previsão para serem feitas. A nova resolução, portanto, é investir muito mais nas customizações e na moda sustentável e acessível. "Quero continuar reciclando. Afinal, é possível reaproveitar." Globo, 10h44


COMO FAZER UM FILME DE AMOR

Paródia das comédias românticas de Hollywood, o longa traz todos os clichês do gênero: a jovem pobre, o rico e desiludido mocinho, a vilã pérfida e seu capataz troglodita. Canal Brasil, 22h

"Como fazer um filme de amor", Brasil, 2004. Direção José Roberto Torero. Com Paulo José, Marisa Orth e Cássio Gabus Mendes. Comédia, cor, 84 min.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?