Publicidade

23 de Fevereiro de 2014 - 06:00

Compartilhar
 
Saoirse Ronan protagoniza o longa adaptado do romance de Stephenie Meyer
Saoirse Ronan protagoniza o longa adaptado do romance de Stephenie Meyer

'A hospedeira'

A fome e a violência foram erradicadas da Terra, bem como os problemas climáticos do planeta foram resolvidos. Estes feitos foram conquistados graças aos seres alienígenas conhecidos como "almas", que ocupam corpos humanos como se fossem parasitas. Pregando uma sociedade baseada na paz, as almas perseguem os poucos humanos que ainda não foram dominados. Um deles é Melanie Stryder, que se sacrifica para que o irmão caçula, Jamie, possa escapar. Melanie passa a ser dominada por uma alma chamada Peregrina, que tem por missão vasculhar suas memórias para encontrar rastros de outros humanos. Entretanto, a consciência de Melanie ainda está viva dentro do corpo, o que faz com que Peregrina tenha que lidar com ela constantemente. Com o tempo, a alma fica cada vez mais fascinada com a vida e os sentimentos que Melanie tinha e passa a protegê-la da Buscadora, que deseja capturar seus amigos humanos o quanto antes. Telecine Pipoca, 22h

"The host", EUA, 2013. Direção de Andrew Niccol. Com Saoirse Ronan, Max Irons e Jake Abel. Ficção científica, cor, 126 min.


PROCURANDO NEMO

O passado reserva tristes memórias para Marlin nos recifes de coral onde perdeu sua esposa e toda a ninhada. Agora, ele cria seu único filho, Nemo, com todo o cuidado do mundo, mas o pequeno e simpático peixe-palhaço acaba exagerando durante uma simples discussão e acaba sendo capturado por um mergulhador. Agora, o pai protetor precisa entrar em ação e parte numa busca incansável pelo mar aberto, na esperança de encontrar seu amado filhote. No meio do caminho, ele acaba conhecendo Dory e, juntos, vão viver uma incrível aventura. Enquanto isso, Nemo também vive uma intensa experiência ao lado de seus novos amigos habitantes de um aquário, pois eles precisam ajudá-lo a escapar do destino que lhe foi reservado: ir parar nas mãos da terrível Darla, sobrinha do dentista que o capturou. Globo, 12h50

"Finding Nemo", EUA, 2003. Direção de Andrew Stanton e Lee Unkrich. Com Albert Brooks, Ellen DeGeneres e Alexander Gould. Animação, 101 min.


LEMBRANÇAS


E HISTÓRIAS

Jotuomba fica localizada no Vale do Paraíba, no Estado do Rio de Janeiro. Nos anos 1930, as até então ricas fazendas de café foram à falência, derrubando a economia local. Madalena, uma velha padeira, continua vivendo na cidade. Ela é muito ligada à memória de seu marido morto, que está enterrado no único cemitério local, hoje trancado. Sua vida começa a mudar quando Rita, uma jovem fotógrafa, chega à cidade. HBO Plus, 18h50

"Histórias só existem quando lembradas", Argentina/França/Brasil, 2012. Direção de Julia Murat. Com Sonia Guedes, Lisa E. Favero e Luiz Serra. Drama, cor, 98 min.


SOM SEM FRONTEIRAS

O "Estúdio 66" recebe o cantor Lenine nesta segunda. Comandada pelo músico, arranjador e produtor Zé Nogueira, a atração explora a ideia da música sem fronteiras, do samba ao erudito, com direção de Felipe Nepomuceno. No episódio, Zé Nogueira e Lenine, um dos principais nomes da MPB e vencedor de cinco prêmios do Grammy Latino, interpretam sucessos como "O silêncio das estrelas", "Chão" e "Jack soul brasileiro". Canal Brasil, 18h45


COMO VIVER SEM FAST FOOD

O documentário inédito "Crianças fast food", exibido hoje no Discovery Home & Health, mostrará os motivos que levam alguns pais a alimentarem seus filhos com comida pouco saudável. A diminuição no valor nutritivo dos alimentos consumidos diariamente e o vício pela chamada "junk food" têm causado sérios problemas de saúde nas crianças. O programa acompanhará a vida de três famílias que lutam para mudar a dieta de batatas fritas, hambúrgueres e refrigerantes. Os pais são instruídos por nutricionistas, que indicam técnicas inovadoras para livrar as crianças do "fast food". Discovery Home & Health, 21h30


'Vozes do samba'

Os sambistas Jorge Aragão e Péricles são os entrevistados no programa "Viva o sucesso", que vai ao ar neste domingo. Aragão conta como foi ficar famoso aos 50 anos e confessa que o sucesso o assustou. O sambista também fala sobre os três anos em que foi vocalista do Fundo de Quintal e porque sempre preferiu escrever a cantar. O convidado ainda admite que não saiu do grupo para seguir carreira solo: "Saí para continuar compondo. Fazer música e conseguir entregar." Já Péricles, ex-integrante do Exaltasamba, revela que buscou na música aceitação da sociedade e que teve o samba como aposta para dar futuro melhor à família. De menino pobre a cantor de sucesso, passou por várias profissões: inspetor de colégio, sapateiro, cabeleireiro e metalúrgico. "Com a música, eu tinha um jeito de ser mais bem aceito, que é o que todo jovem preto e pobre busca", comenta, emocionado. Viva, 23h

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?