Publicidade

20 de Janeiro de 2014 - 17:36

Por Erich Decat - Agencia Estado

Compartilhar
 

Com a previsão de o PDT ser mantido no comando do Ministério do Trabalho, integrantes da cúpula da legenda consideram que um dos maiores problemas na relação com o PT está na composição das alianças nos Estados. "A questão de 2014 passa muito pela articulação dos palanques regionais. O grande desafio neste ano é a composição dos palanques. Há uma grande dificuldade do palanque nacional se repetir nos regionais", afirmou ao

Segundo ele, há uma falta de acordo na composição das alianças em vários Estados como o Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal, Bahia e Pernambuco. "Ela (presidente Dilma) vai ter que fazer um pouco o que está sendo conversado, mas que ainda não foi deliberado. Onde tiver mais de um candidato da base aliada ou ela vai no palanque de todo mundo ou no de ninguém, se não vai ser uma crise", afirmou Lupi. Na primeira semana de fevereiro, a cúpula do PDT deve se reunir em Brasília para traçar um cenário das alianças e definir as estratégias de campanha.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está fazendo pesquisa de preços para controlar o orçamento?