Publicidade

17 de Dezembro de 2013 - 17:14

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Mal chegou no Internacional, o técnico Abel Braga já pensa em reforços para o elenco em 2014. Apresentado oficialmente nesta terça-feira, o treinador revelou que já se reuniu com a diretoria para discutir alguns nomes, como o zagueiro Paulão, que estava no Cruzeiro mas pertence ao Guangzhou Evergrande, da China. Jogadores que estavam emprestados e tiveram bom rendimento, como Eduardo Sasha, no Goiás, e Lucas Lima, no Sport, também serão observados. Tudo para evitar que o time gaúcho repita a decepcionante campanha do Brasileiro de 2013, no qual terminou em 13.º.

"Sobre o Paulão, me deram informações muito boas. Perdeu a titularidade no Cruzeiro após a chegada do Dedé, não ficou satisfeito, e nem deveria. Perguntei sobre a capacidade do jogador. Não indiquei, mas confiei pela opinião de ex-jogadores meus que me falaram muito bem dele. Se realmente fechar, será muito bem vindo", disse, indicando que o jogador está perto do acerto. "Quero observar o Sasha, que fez grande trabalho no Goiás, e o Lucas Lima, que esteve muito bem no Sport", completou.

Além de Paulão, o Internacional já estaria negociando com um atacante e dois goleiros. Luan, ex-Palmeiras e que terminou o ano no banco do Cruzeiro, seria o indicado para o setor ofensivo. Para o gol, que sofreu com as oscilações de Muriel e Alison, Abel teria indicado o veterano Jefferson, do Botafogo, e o uruguaio Martín Silva. O próprio treinador, no entanto, admite que mesmo com as chegadas desses reforços não há garantia de sucesso em 2014.

"Contratação é sempre incógnita. Tem pressão da torcida, as diferenças de um clube novo, então ela pode se adaptar ou não. Temos que fazer como o Cruzeiro, que teve nível de erro de contratação muito pequeno esse ano", disse Abel.

Sobre os jogadores que já estão no elenco, o novo técnico do Inter demonstrou toda sua admiração pelo volante Willians. "Hoje, não abro mão do Willians", comentou. No entanto, sobre o atacante argentino Scocco, que manifestou publicamente sua insatisfação pela falta de espaço no time titular em 2013, Abel Braga já mandou seu recado.

"Se o jogador não estiver contente... Não vou garantir a ele titularidade. O jogador é contratado e não recebe nenhuma cláusula dizendo que é titular, tem que chegar lá e mostrar. Isso comigo não adianta, essa conversinha de bar. Vocês já viram na minha trajetória aqui quantos atacantes lancei: Walter, Luis Adriano, Taison, Pato. Se esses meninos tiveram chance, ele também vai ter, e aí terá que mostrar", disse.

Apesar disso, o treinador garantiu que gosta dessa "vaidade" e das discussões no vestiário, problema enfrentado pelos técnicos Dunga e Clemer no Internacional em 2013. "Gosto desse problema. A grande experiência que tive nesse aspecto foi no Vasco, em 2000, com Edmundo e Romário sem se falarem. Um fez 24 gols e outro, 27. Achei ótima aquela briga. Não acho negativo ter discussão, tem que ter mesmo."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?